Segunda-feira, Junho 21, 2021
InícioAnáliseJogadoresVale a pena trazer de volta Ricardo Esgaio? E a que preço?

Vale a pena trazer de volta Ricardo Esgaio? E a que preço?

Um dos assuntos da actualidade do Sporting é o possível retorno de Ricardo Esgaio ao Sporting. Fazendo fé nas notícias o Sporting está bastante interessado neste regresso, tal como o próprio Ricardo Esgaio, ficando apenas a faltar o Braga aceitar os termos do negócio, o que pode complicar.

Ricardo Esgaio fez treze anos de Leão ao peito, entre formação e escalão principal, e foi sempre um profissional muito querido da casa. Essa parte é incontestável, mas não chega para voltar ao plantel principal.

O que pode ajudar a regressar é ter ganho finalmente muito espaço nestes anos que passou em Braga, Uma regularidade que lhe permitiu fazer quase duzentos jogos em quatro anos, marca interessante e que mostra qualidade e regularidade. Isso além de ser um jogador que conhece o sistema táctico actual do Sporting, o seu treinador e os seus métodos.

O que era aqui dito sobre Esgaio

Uma das vantagens do Sporting Com Filtro existir há quase 7 anos é que tem uma quantidade de visões passadas que permite olhar para trás e ver o que pensava sobre alguns temas no passado. E Esgaio foi um tema que foi mais que uma vez aqui abordado.

A sua qualidade ao ler o jogo, e interpretar aquilo que o treinador pretendia dele, tornaram-se a sua maior vantagem. Mas também o seu maior defeito. Por um lado permitia-lhe ter espaço tanto no plantel da B como da A, visto poder ser colocado em qualquer posição. Por outro lado foi sempre usado como o tapa buracos. Onde faltava um jogador lá ia parar o Esgaio.

Sporting com Filtro – 30 de janeiro de 2015

Sempre foi uma das suas grandes qualidades, ou mesmo a sua grande qualidade, felizmente com o tempo conseguiu estabilizar a posição de ala esquerdo, o que acaba por ser positivo, pois é agora um ala de forma declarada.

Claro que ter a capacidade para ser o tapa-buracos continua lá, e é mais-valia a qualquer treinador.

Dotado das qualidades mentais acima salientadas não deixa de ser um jogador tecnicamente interessante. Não sendo um driblador por excelência é na qualidade com que recebe a bola, e a consegue recolocar nos colegas que se apresentam os seus maiores predicados técnicos. Raramente um passe simples sai falhado dos pés do jogador natural da Nazaré.

E os passes que falha são passes que envolvem risco, mas que se a bola por ventura encontra o colega a quem a endereçou será uma ocasião de perigo eminente.

Sporting com Filtro – 30 de janeiro de 2015

Continuo a ter muito esta ideia, mas para não ficar apenas com a ideia fui confirmar os dados desta temporada. Fez uma época, em 46 jogos, uma média de quase 45 passes por jogo. Isto mantendo uma percentagem de acerto de 80,5%, o que é bastante razoável.

Mas os números voltam a validar a opinião que tinha dele, pois apesar de alguns passes falhados eles tendem a ser de risco, o que acaba por ser visível quando apresenta 1,3 passes-chave por jogo na nossa liga, ao que soma 2,2 passes longos com sucesso em 90 minutos e 1,3 cruzamentos igualmente eficazes.

De notar, no entanto, que estes números são ligeiramente inferiores aos de Pedro Porro, que ofensivamente é melhor tanto nestes parâmetros como nos de drible e remate.

Junta também a isso uma disponibilidade sem limite para abordar cada lance. Apesar do seu 1.73m não para um minuto, e nunca evita o contacto. E desistir é algo que se nota que não está no seu ADN.

Sporting com Filtro – 30 de janeiro de 2015

Isto traduz-se muito naquilo que é o seu valor defensivo, e continua presente e faz falta. E permite que no capítulo defensivo seja o único em que consegue ter números ligeiramente superiores a Pedro Porro, que continua a ser um jogador melhor e mais completo.

Ricardo Esgaio renovou pelo Sporting Clube de Portugal até 2022, fixando-se agora a cláusula de rescisão em 45 M€. O polivalente jogador fez apenas 13 jogos esta época. No entanto esteve quase sempre presente no banco de suplentes.

Fica a confiança que Jorge Jesus deposita no jogador, de longe um dos mais cumpridores e inteligentes tacticamente do plantel, que sabe que pode contar com ele para qualquer posição em campo.

Não sei se algum dia será um titular no clube, mas é daqueles que gosto que esteja sempre presente. E sei que será útil e cumprirá.

Sporting com Filtro – maio de 2016

O último parágrafo continua actual, e acredito que se vier para cá será sempre um jogador útil mesmo que não seja um titular declarado. Mesmo para titular é um jogador que serve, mesmo que não seja um craque, e terá tudo para nunca ser um problema para a equipa, mesmo que esteja longe da qualidade ofensiva dada por Pedro Porro.

Quanto à confiança de Jorge Jesus, essa foi uma traição típica do treinador português. Primeiro renova com o jogador, e depois vai pedir um par de brinquedos novos que não permitem o crescimento dos jogadores, nem a sua utilização de forma regular. Acabando mesmo a temporada de 16-17 com apenas mais um jogo que na anterior. E muito poucos minutos.

Com outro treinador em Alvalade teria continuado, e não usado como moeda de troca no negócio Battaglia? Provavelmente, e teria continuado a ser útil e crescer, mas Braga fez-lhe muito bem.

Conclusões e Valores

Ricardo Esgaio é para mim um jogador que teria lugar no plantel do Sporting. Como suplente acho-o excelente, ou mesmo excepcional, como titular não fico doido, mas aceito-o perfeitamente.

Quanto aos valores envolvidos poderá ser mais complexo, o ideal era mesmo devolver o Battaglia a Braga e receber Esgaio, desfazendo o anterior negócio, mas duvido que António Salvador queira, ou mesmo Battaglia.

Na imprensa vem que o Sporting oferece 5 milhões, e o Braga quer entre 8 a 10. Penso que sejam os 10, dos quais descontamos os 20% do passe que ainda temos. Um valor bem alto, ou até dois valores bem altos para ser honesto.

Depois pensamos nas valorizações de Borja e Rosier. O primeiro na ida para Braga no negócio Paulinho, por 3 milhões de euros, e o segundo que é falado estar no mercado por 6-7 milhões.

Acho Ricardo Esgaio muito melhor que Borja, e melhor que Rosier. Como tal a minha posição acaba por ser meio ambígua, e desde que paguemos igual ou menor valor do que recebermos por Rosier, fico satisfeito com o retorno de Esgaio.

O ano avassalador do Sporting

4
Ganhar o Campeonato Nacional de Futebol é o mais importante a cada ano, e só essa vitória teria feito este ano como um bom...

Sete anos de Sporting com Filtro

0
Hoje fazem exactamente sete anos de que pela primeira vez foi colocado um texto meu aqui neste Sporting sem Filtro, inaugurando este espaço. Foi um...

Fernando Santos será um bom selecionador e péssimo treinador?

0
Não é de hoje nem de ontem que tenho opinado publicamente contra escolhas tácticas de Fernando Santos. Acho-o um treinador tacticamente pobre, demasiado defensivo...

Francisco J. Marques apanhado a cair no ridículo de novo

Há personagens que gravitam no futebol que são visivelmente tóxicas, e Franco J. Marques é das piores mesmo, provavelmente a pior não vermelha. Ao...

Explicando o óbvio que Fernando Santos só viu aos 81”

Não posso ser mais sincero quando digo que fiquei abismado quando vi o onze escalado por Fernando Santos para o jogo de hoje. Sei...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar