Ontem foi daqueles jogos que podemos chamar mesmo à Sporting. Primeiro entramos num jogo cheios de energia para ver um golo ser marcado pelo adversário depois de uma mais que óbvia infracção. Isto é claro enquanto o comentador da RTP divaga sobre o ombro ser onde está o braço.

Bruno Fernandes marca num grande remate, onde o comentador apenas fala da sorte, e a partida fica de novo empatada. Nisto Bruno Fernandes passa noventa minutos a levar faltas consecutivas, em que estranhamente os amarelos não surgem, até finalmente Danilo ver amarelo por uma entrada semelhante à que Ristovski fez e o tirou desta final por vermelho directo.

Mas no prolongamento, e depois de vir do banco, Bas Dost faz aquilo que sabe melhor e finaliza num lance pleno de oportunidade e técnica de ponta de lança. Podia o coração de um Sportinguista ficar descansado? Claro que não, Sportinguista sofre! Canto no ultimo minuto dos descontos do prolongamento e fica tudo empatado para penaltis.

Aí o infalível Bas Dost tira as medidas bem demais à baliza mas acerta em cheio e com estrondo no ferro. Pepe não consegue fazer melhor, e partir daí mais nenhum jogador falhou um penalti. Isto porque a defesa de Renan não foi nenhuma falha do avançado, foi mesmo uma enorme defesa de um guarda redes que neste tipo de desempates é claramente uma mais valia.

No fim uma festa à Sporting. Dura, suada, esforçada, mas acima de tudo nossa. Obrigado a todos. Merecemos!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.