Sexta-feira, Abril 23, 2021
Início Notícias Uma vergonha imensa do que acabei de ver. Inadmissível

Uma vergonha imensa do que acabei de ver. Inadmissível

Sobre este jogo com o Vitória que acabei de ver posso dizer que foi o melhor jogo oficial que vi de Francisco Geraldes com a camisola do Sporting. Posso saludar o regresso de Vietto, e em melhor forma do que antes da lesão. Mas na realidade isso são os únicos pontos menos maus de um jogo que acabei de ver e que me deixou angustiado e chateado, mas acima de tudo envergonhado.

Não culpo em demasia Rúben Amorim, mesmo sabendo que muitos o irão fazer. Jogar com tanta gente lesionada, com um plantel desequilibrado e com faltas claras de soluções, é duro. E apesar de tudo teve coragem de ir mexendo cada vez mais ofensivamente, acabando com apenas dois defesas em campo.

No entanto não o isento de culpas na questão de Pedro Mendes. Não que ache que merecesse a titularidade em vez de Tiago Tavares. Percebo a ideia de tentar ter mais jogo interior, e entendo a sua utilização. No entanto ao intervalo já se sabia que Lito Vidigal queria apenas defender, e que iria usar tudo nesse sentido. Aí passou a ser lógica a presença de alguém de mais fibra para lutar entre os centrais, e tentar eventualmente tentar conectar com algum cruzamento. E entre os tais ditos pinheiros só havia Pedro Mendes.

Fora isso posso dizer que teria feito as mesmas alterações e nas mesmas alturas de Rúben Amorim, logo não o posso criticar.

Posso criticar no entanto aquilo que vi numa arbitragem tendenciosa, permissiva a todo o anti jogo feito, e que no fim para aumentar ainda mais a vergonha ainda teve o descaramento de dar apenas quatro minutos de compensação, num jogo que só na segunda parte teve mais de 15 minutos de jogadores do Vitória a serem assistidos.

Aos jogadores do Vitória e ao seu treinador só posso desejar uma longa e penosa descida aos escalões secundários do nosso futebol. Começar a simular lesões e a quebrar tempo ainda antes da meia hora é completamente vergonhoso.

Deu para tudo. Jogadores a serem atingidos por um ressalto na perna e a fingir que ficaram sem ar por um embate no peito. Um guarda redes assistido durante mais de dez minutos durante a partida, e claro o clássico em Lito Vidigal de um jogador estar fora de campo, e receber ordem para saltar para dentro de campo e ficar aí caído.

Para terminar em beleza o árbitro resolve apitar prontamente um salto entre Pedro Mendes e um defensor do Vitória, no momento exacto em que Francisco Geraldes arma o remate e atira com sucesso para a baliza. Na repetição vemos que não há qualquer falta, mas o apito soado no momento do remate retira ao VAR a possibilidade de validar um golo perfeitamente legal.´

Isto é uma vergonha completa, e sinceramente enerva-me mais do que devia.

Vergonha do caso Sócrates será tentada pelo Benfica por certo

5
Hoje vivemos um dia negro na história da justiça em Portugal. Todos ouvimos as escutas de José Sócrates, todos sabemos o que se passou,...

E agora? Continuamos jogo a jogo

1
Tenho visto muitos Sportinguistas alarmados após a última jornada, em que frente ao Moreirense, com claro azar, empatamos a uma bola perdendo efectivamente dois...

Partiu a Voz do Sporting – Até sempre Maria José Valério

0
Hoje o dia começou com uma notícia triste. A voz do Sporting, Maria José Valério, faleceu, vitima de COVID-19. Lembro-me bem a crescer a ouvir...

A centralização dos direitos televisivos chegou

0
A centralização dos direitos televisivos chegou. Já há muito que devia ter chegado, mas antes mais tarde que nunca. Honra seja feita a Pedro Proença,...
video árbitro

Primeiro golo do Porto é ilegal. Porque o VAR não invalidou?

2
O roubo de ontem nos Barreiros, onde deu uma vitória forjada ao Porto, teve obviamente três pontos chave. A não mostragem do amarelo ao...

4 COMENTÁRIOS

  1. Completamente de acordo, uma equipa que faz tanto anti-jogo só merece descer, este treinador contra o sporting faz sempre o mesmo, ressabiado? Hoje, quando vi os horários para a última jornada, fiquei desconfiado com a noticia que os jogos seriam à mesma hora, pois estaria em discussão o 3º lugar.
    Já sabiam que o Sporting não ganhava?
    Parece que sim!
    Anular uma jogada que deu golo sem que tivesse havido qualquer falta e depois dar só 4 minutos de desconto, quando houve tanto anti-jogo é no mínimo suspeito, será encomenda?
    Parece que sim, de quem, suspeito!

  2. Moro em Setúbal. Sim, também quero que o Vitória desça.
    Arbitragem tendenciosa e complacente. O Ferrari não falha.
    Seria o golo da jornada.
    Vitória fez pela vida, sem escrúpulos.

  3. Já com o Moreirense, para além dos 2 penalties claros que o indivíduo que por lá andou não quis ver mesmo quando foi chamado a ver no ecrã, vimos um treinador a pedir ao guarda-redes para simular uma lesão no momento em que um jogador do Moreirense tinha acabado de ser expulso. E tivemos inclusive a oportunidade de ver este momento em repetição e slow-motion. Já os comentários foram “… é aceitável dada a situação…”. Aceitável??? A isto chama-se falta de ética meus senhores!!! Nenhum negócio sem ética próspera. A falta de ética devia ser punida exemplarmente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar