Quinta-feira, Junho 4, 2020
Início Análise Jogos Um Sporting mais próximo do ideal

Um Sporting mais próximo do ideal

Na apresentação aos sócios, o Sporting defrontou o Mónaco de Leonardo Jardim e venceu por 2-1, num encontro que marcou a estreia de Marcos Acuna com a mítica verde e branca.

Vimos um Sporting mais próximo daquilo que teremos em campo no início da época, com Jorge Jesus a manter o quarteto defensivo habitual e a apostar em Bruno Fernandes para o lugar de Adrien Silva e curiosamente, com Podence nas costas de Bas Dost. Acuna estreou-se pelo Sporting e não desiludiu, tendo assinado uma assistência para a cabeça de Dost, mesmo antes do intervalo.

Na segunda parte, Jorge Jesus mudou a equipa e fez regressar William Carvalho e Adrien Silva ao relvado leonino. Jogadores como Jonathan Silva, Alan Ruíz e Doumbia entraram no decorrer dos últimos 45 minutos assim como Tobias Figueiredo, que entregou o ouro ao bandido, originando o golo do Mónaco.

Notas positivas:

– Fábio Coentrão: grande jogo do lateral esquerdo. Sólido a defender, dinâmico a atacar, não deu uma bola por perdida, ganhou vários lances aéreos e não comprometeu, muito pelo contrário.

– Battaglia: mais um jogo muito sólido do argentino. Dificilmente perde a bola e contribui muito para o processo atacante do Sporting com investidas pelo centro do terreno que provocam desequilíbrios. Não chega aos calcanhares de William Carvalho, mas é um excelente concorrente ao lugar do português.

– Bruno Fernandes: enorme. Esteve em todo o lado com uma grande dinâmica ofensiva, passes do mais alto calibre e foi premiado com o primeiro golo de leão ao peito. Tem de melhorar a rapidez de pensamento na primeira fase de construção, mas tem muitíssima matéria ainda por explorar.

– Gelson: o mesmo de sempre, sem ser o mesmo. Passo a explicar. Gelson sempre foi desequilibrador na ala direita e habituou-nos a momentos geniais em termos técnicos, mas frente ao Mónaco explorou zonas do terreno totalmente diferentes, como a ala esquerda e o corredor central, algo que defendo há já algum tempo. Acho importantíssimo para o Sporting esta “libertação de Gelson”, pois permitirá mais deambulação e criatividade atacante, algo que faltou a Jorge Jesus na passada temporada.

– Marcos Acuna: chegou há quatro dias, não fez o estágio com a equipa e já mostrou o que pode dar ao Sporting. Exímio nas bolas paradas, muita garra e solidez a meio campo e uma riqueza tática pouco comum para um jogador sul-americano. Quero ver mais.

– Podence: fantásticas investidas com bola, drible apurado e boas trocas de bola. De momento, é o parceiro ideal para Bas Dost.

– William Carvalho: é, de longe, o melhor jogador do Sporting. Simplesmente um tanque. Se queremos ser campeões, William tem de ficar. É o verdadeiro patrão da equipa e um pilar do meio campo, absolutamente extraordinário.

Notas negativas:

– Tobias: erro crasso que deu o golo ao Mónaco. Nem sendo quarta opção pode cometer erros destes. Continuidade do central em risco.

– Alan Ruíz: continua muito lento a executar. Tem de aumentar a intensidade se quiser ter hipóteses neste Sporting.

– Doumbia: mal posicionado, muitas vezes em fora de jogo, o que é compreensível, devido à falta de entrosamento com a equipa. À medida que avançamos na pré época, vai conhecendo melhor os colegas e o que Jesus pretende dele.

Esta arrogância de Rúben Amorim é positiva?

0
Não me lembro a última vez que assisti a uma conferência de imprensa completa de um treinador. Penso que talvez tenha tido...

Relatório e contas, Ordenados e Mercado de Verão

3
Li por alto o relatório e contas que o Sporting apresentou. Depois fui falar com amigos que percebem realmente de finanças para...

Corona Virus matará o Filtro, o Sporting ou o Desporto Nacional?

0
Tenho estado bastante ausente das lides da escrita neste tempo de quarentena. Sem desporto a decorrer fica difícil arranjar muitos temas para...

O que quero com as saídas de Alex, Leo e Deo? Uma bomba e...

1
Hoje em dia é qualquer pessoa que siga o desporto em Portugal sabe que o Futsal é o segundo maior desporto nacional,...

Liga não tem forma de saber quem acusou positivo para COVID-19

0
Neste momento estamos a preparar-nos para retomar a Liga NOS, contra tudo aquilo que o bom senso diria. Isto por questões puramente...

1 COMENTÁRIO

  1. Estas trocas de posição entre Gelson e Acuna vão fazer estragos nas equipas adversárias. Se juntarmos a isso a rapidez de execução de Podence pelo centro do terreno, ao receber a bola e virar-se para a baliza, teremos um poder de fogo nunca visto desde que JJ é treinador do Sporting.
    Ainda espero ver golos e chapéus aos guarda-redes como Podence fez na equipa B.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar