Ontem bateu-se um record no jogo do Sporting. Nunca tínhamos tido um jogador tão cedo expulso na liga. E isto num lance que deixa muitas dúvidas. Renan e Mathieu desentendem-se quando abordam o lance e fazem asneira da grossa. A falta de Renan sobre o homem do Aves é indiscutível, tal como é claro que seria uma jogada de perigo caso ele não tivesse sofrido a falta.

No entanto não estava enquadrado com a baliza, e havia jogadores do Sporting a aproximar-se. Amarelo ou vermelho? Complicado, mas fica aquela ideia de que se fosse outra a camisola de quem fez a falta talvez fosse diferente.

Com um jogador a menos Keizer mexeu da forma clássica, e deu instruções rápidas para campo para a forma como os jogadores se haviam de recolocar. De notar aqui Wendel a fazer um jogo de equilibrios e rupturas ao mesmo tempo sendo muitas vezes a unidade que estava em todo o lado.

Acuña também foi defesa lateral e extremo ao mesmo tempo, enquanto que Mathieu muitas vezes estava tanto a central como a lateral. O cruzamento de Acuña para novo golo de Luiz Phellype também é digno de nota. E o cabeceamento perfeito.

Entretanto Salin fez um penalti, este indiscutível, e tudo voltou ao empate. Mathieu no meio de uma confusão da área acaba por remediar o erro que fez no lance do inicio da partida com um golo.

E para terminar Bruno Fernandes com um cabeceamento perfeito deixou um resultado mais seguro em 3-1.

Bom jogo de todos, menos Renan, muito bem mexida a equipa a nível táctico para jogar com menos um, e boa vitória, mesmo que mais suada do que era previsto. Hoje estão de parabéns.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.