Quarta-feira, Setembro 23, 2020
Início Análise Clube Revolução digital: Prometido vs Em preparação

Revolução digital: Prometido vs Em preparação

Li com atenção o Jornal Sporting desta semana, e vejo que o i-voting será mesmo um ponto que esta direcção está a trabalhar com máxima urgência. Fico surpreso é certo. Não que seja contra o i-voting, muito pelo contrário. Acho que o i-voting é o futuro, e daqui a uns anos será a norma.

No entanto estranhei a medida surgir agora. No meio de tanta contestação, numa altura em que a transformação digital do clube não avança nem sequer com a App de telemóvel parece estranha a urgência.

Como acho que esta é uma medida que deverá ser sufragada por uma alargada maioria dos Sportinguistas, além de discutida e falada, pensei que para avançar desta forma talvez tivessem colocado a mesma no programa eleitoral que escreveram.

Sinceramente que não me lembrava, mas poderia ter acontecido. Fui ler com atenção e realmente não encontrei nada.

Encontrei a App que prometeram realmente há dois anos, e que não está feita.

Programa da candidatura de Frederico Varandas à Presidência do Sporting

Realmente falam da APP Sporting, e até falam de votações nela. Mas apenas para nomeações dos prémios da Gala.

No entanto em dois anos, não temos até agora coisa nenhuma. Mas vamos ver o que se fala em relação a actos eleitorais, e a votações.

Concordo com o que está escrito aqui, e penso que se fosse isto a ser aplicado haveria menos polémica por agora.

Primeiro porque é um primeiro passo em forma de aumentar a participação de sócios de todo o país. Em segundo porque foi proposto, e escrito, por esta direcção no seu programa que foi sufragado pelos Sportinguistas.

É isso que no fundo defendo para um processo de i-voting. Que alguma lista nas próximas eleições, sejam elas em 2022 ou antes, defenda o i-voting, que seja transparente nisso, e que caso seja a vencedora das eleições se crie um processo público com entidades de referência para o implementar.

Fazer isto ao contrário do que propuseram aos sócios quando foram eleitos, numa altura em que estão sobre forte contestação dos adeptos, gera muitas dúvidas e será um caminho para trazer ainda mais instabilidade.

OFICIAL – Academia Cristiano Ronaldo é agora o nome da Academia de Alcochete

0
A partir de agora a Academia do Sporting Clube de Portugal passar-se-á a chamar Academia Cristiano Ronaldo. Esta é uma daquelas notícias...

Rogério Alves apanhado a passar informação a Luís Filipe Vieira. E agora?

1
Há muitos anos que não tenho uma opinião nada positiva sobre Rogério Alves. As ligações que teve a algumas das direcções que...

Sporting Gil Vicente adiado, abriram a Caixa de Pandora, e agora?

0
O encontro entre o Sporting e o Gil Vicente, agendado para sábado às 18:30, vai ser adiado. Isto segundo informações adiantadas pela...

Fez sentido retirar a equipa principal para o Algarve?

0
O Sporting tem agendado para sábado às 18:30 frente ao Gil Vicente, no nosso estádio José Alvalade. No entanto a equipa principal...

Quando permitem a Abel Ferreira tentar ganhar ao Benfica isso acontece

1
Abel Ferreira sempre me pareceu um bom treinador, desde o seu início nos escalões mais jovens do Sporting, e foi um jogador...

5 COMENTÁRIOS

  1. Vejo, leio e viajo o teu blog todos os dias e as vezes até concordo mas muitas vezes és incompreensível mas nunca respondi até hoje por fim a corda partiu. No I-vote, eu vivo no estrangeiro sempre a pagar as minhas cotas sem pder votar, como se sabe com as tecnologias de hoje em dia não há necessidade de tanto alarme grandes firmas mundiais fazem tudo electronicamente. Tu como sempre ias arranjar uma desculpa fosse esta ou outra decisão por esta direção pois que me lembre estas sempre a bater com a porta mas nunca te vi propor algo sério para bem do clube sempre a destabilisar o nosso SCP. Isto não é o Sporting clube de Lisboa, todos com cotas em dia devem ter oportunidade de votar e aí sim depois de uma AG virtual mundial com voto mundial então votar no numero de votos para cada cual assim como quem governar o clube e por mal ou por bem se foram votados que governen até ao fim do mandato. (para tua informação não estou a defender a actual direção mas a rumarem contra a maré não tenhem chance nehuma). Saudações Leoninas

    • Eu sempre defendi o i-vote, e continuo a defender, mas bem implementado e de acordo com os sócios devidamente ouvidos.

      Se vive no estrangeiro no entanto pode votar remotamente, já ao dia de hoje, nunca foi impedido de o fazer. No entanto mesmo com a solução intermédia de voto em núcleo também poderia ser feita já em todo o mundo, nos nossos muitos núcleos espalhados por todo o planeta.

      Quanto a esta direcção, infelizmente defendi até onde pude, ou seja até ao fim do mercado de inverno de 2020, a sua continuidade até ao fim do mandato. Neste momento preferia que se demitissem e convocassem eleições. Com isto não lhes retiro a legitimidade de governar, dada pelas urnas, essa é deles até decidirem em contrário. Mas podem bem aceitar ir a votos para ver isso.

  2. Actualmente vivendo no estrangeiro a unica coisa que podes votar e em eleições não podes votar em dados de AG. Em a dirção demitir – se, não estou a ver isso acontecer pois os directores são todos novos e ambiciosos e de certesa não querem perder de preposito, talvez com os dois anos de experiencia as coisas mudem. Mais vale todos nós apoiar a equipe até ás proximas eleições pois está á prova de todos nós já la vão cinco mandatos e nada “BIG 0” se não remarmos todos pro mesmo lado não há nada para ninguem. ( Eu sou a favor quem ganha as eleições deve servir o mandato todo e não vou pelo que os jornais dizem pelo contrario deichei de comprar jornais desportivos porque são todos contra nós e olho mais á nossa TV (muito fraquinha) e ao nosso jornal).

  3. As direções devem cumprir o programa eleitoral que apresentaram aos sócios e que estes votaram.
    Até aqui esta direcção tem ignorado totalmente aquilo a que se propôs fazer no seu programa.
    Isto não é democracia, isto não é respeitar os sócios.
    Já nem vou falar na desastrosa gestão desportiva e financeira, mas se não cumprem com aquilo que prometeram aos sócios, devem sair e dar lugar a outros.
    Esta pressa desmesurada em implementar uma medida tão disruptiva que não constava do programa eleitoral de varandas e que poderá trazer tanto impacto na vida futura do Clube, cheira a esturro…
    Se não sabem o que é o i-voting, estudem, informem-se. As possibilidades de os resultados serem adulterados, forjados, falsificados, são reais.
    Mesmo com sistemas auditados por entidades independentes acima de qualquer suspeita, este é um tema que tem levantado muitas dúvidas e polémicas. Não faltam exemplos de autênticas “barracas” na tentativa de implementação deste sistema. Ainda há pouco tempo os sócios do Barcelona rejeitaram o i-voting.
    Acreditem numa coisa, se esta direcção quer o i-voting à pressão, não é por ser bom para o Sporting, é por ser bom para eles.

  4. O I-voting ainda não funciona. Por alguma razão não se usa para coisas oficiais em nenhum país ou clube. Existem ainda muitas razões para não ser seguro. Perguntem ao novo inspector da PJ Rui Pinto e ele explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar