Sábado, Junho 6, 2020
Início Notícias Record mente na capa e artigo para propaganda?

Record mente na capa e artigo para propaganda?

Ontem vi a declaração de Frederico Varandas no Instagram de que voltaria de imediato ao serviço militar de forma a ajudar no combate à pandemia que nos mete em risco todos.

Esta atitude é de louvar, tal como é louvar todos os bombeiros, enfermeiros e médicos que são profissionais de saúde pública. Agradeço a Frederico Varandas, tal como a todos os médicos que estavam noutros serviços e vão ser reintegrados.

Hoje, no entanto, ao ver a capa do Record, como sempre na liderança da propaganda, transforma isto em algo que não é. Na capa, que fazem toda dedicada a Varandas, dizem claramente que foi Frederico Varandas que pediu ontem para ser reintegrado no exército de forma a ajudar.

Isto não passa de uma mentira, e para o comprovar bastaria consultar a Lei de Defesa Nacional, artigo 33.º, que Frederico Varandas usa, enquanto membro da Assembleia de Freguesia de Odivelas, para ter a sua situação militar actual.

Como podem ver isto claramente coloca Frederico Varandas de imediato ao serviço militar, sem ser por sua decisão. Ainda bem que é por sua vontade, mas neste caso se não se apresentasse poderia até ser preso por deserção.

Depois de ter lido isto pensei que se calhar poderia estar enganado, e que já teria sido feito o pedido há mais tempo. Como tal fui ler o artigo no interior do Record.

Ora aqui está finalizada a mentira. Se o pedido de Frederico Varandas foi aceite de imediato, e o imediato foi ontem, foi posterior à declaração de Estado de Emergência, e como tal não passa de mais um embuste de propaganda do Record.

Mas é o estado de propaganda em que vivemos, em que a imprensa tenta controlar a opinião popular para manter no poder, seja de instituições seja do estado, quem mais favores lhes faz.

Uma aposta e o que Varandas pode aprender com Amorim

0
Hoje o Sporting volta a jogar e mesmo achando que o campeonato já deveria ter sido cancelado não deixarei de me sentar...

Esta arrogância de Rúben Amorim é positiva?

0
Não me lembro a última vez que assisti a uma conferência de imprensa completa de um treinador. Penso que talvez tenha tido...

Relatório e contas, Ordenados e Mercado de Verão

3
Li por alto o relatório e contas que o Sporting apresentou. Depois fui falar com amigos que percebem realmente de finanças para...

Corona Virus matará o Filtro, o Sporting ou o Desporto Nacional?

0
Tenho estado bastante ausente das lides da escrita neste tempo de quarentena. Sem desporto a decorrer fica difícil arranjar muitos temas para...

O que quero com as saídas de Alex, Leo e Deo? Uma bomba e...

1
Hoje em dia é qualquer pessoa que siga o desporto em Portugal sabe que o Futsal é o segundo maior desporto nacional,...

10 COMENTÁRIOS

  1. Os militares na reserva estão ao serviço sempre que, para tal, sejam chamados. Até ver não o foram. Ou seja, não há convocação nenhuma por parte do Estado ou do Exército.
    O militar das Forças Armadas, na situação de Reserva, tem de estar permanentemente disponível (é diferente de ser convocado).
    Convém haver rigor para não se cometerem argoladas básicas como as que aqui são ditas neste artigo que revela desconhecimento das coisas.

    • Mas sera que ele esta na reserva. Porque precisa ele então de pertencer a assembleia da junta de Odivelas para nao desempenhar funções no exercito.
      Convinha esclarecer o real vinculo deste senhor ao exercito.
      SL

  2. Camarada Fernando Pimenta,
    Estar na reserva é muito diferente de estar em licença especial…
    Convém haver rigor!!!!!
    José Fernando

  3. Fernando Pimenta. Não vale a pena dizeres isso a este ENERGÚMENO k só escreve aqui atoardas e mentiras só com 1 intuito descrebilizar o Dr. Frederico Varandas ou não fosse ele um dos maiores braços armados do DITADOR FILHO DE UMA GRANDE PUTtiva k desde sempre passa os dias em casa porque sempre foi 1 dos k viveu á conta dos SÓCIOS DO SCP os verdadeiros aqueles k sempre pagaram pagam as suas cotas e apoiam em todas as situações boas e más o nosso grande amor o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. SL

    • É que não vale mesmo a pena. É todos os dias a bater no ceguinho. Irra deixem o presidente em paz. O homem pode ter muitos defeitos mas é dos homens mais corajosos que já passaram pela presidência em Portugal que não tem receio de enfrentar claques e muito menos de prestar apoio a um dos vírus mais mortais do século XXI. Crescem e aparecem.

    • Octávio continuas a destilar veneno de um forma que nos envergonha a todos.
      Claro k a ajuda seja de quem for para colaborar os no ataque a esta pandemia e de louvar.
      Agora já me envergonha o auto elogio que o varandas faz a si próprio numa decisão que deveria ser moralmente obrigatoria, sem ter que se vir promover junto dos jornais. A promoção de cada um de nós deve acontecer pelo reconhecimento pelas atitudes meritórias que tomámos, e não pela divulgação barata de decisões óbvias.
      Perdeu uma oportunidade de ficar calado e esperar pelo elogio. Como o Octávio sempre a perder oportunidade de ficar calado. Espero que esse veneno passe para bem da troca de ideias saudável e educada que seria importante neste espaço

  4. Para ser algo mais claro, nos termos da Lei que regula o Estado de Emergência (Lei 44/86), entre outras coisas, está disposto o seguinte:
    “Artigo 14.º
    Conteúdo
    1 – A declaração do estado de sítio ou do estado de emergência conterá clara e expressamente os seguintes elementos:
    a) Caracterização e fundamentação do estado declarado;
    b) Âmbito territorial;
    c) Duração;
    d) Especificação dos direitos, liberdades e garantias cujo exercício fica suspenso ou restringido;
    e) Determinação, no estado de sítio, dos poderes conferidos às autoridades militares, nos termos do n.º 2 do artigo 8.º;
    f) Determinação, no estado de emergência, do grau de reforço dos poderes das autoridades administrativas civis e do apoio às mesmas pelas Forças Armadas, sendo caso disso.
    2 – A fundamentação será feita por referência aos casos determinantes previstos no n.º 2 do artigo 19.º da Constituição, bem como às suas consequências já verificadas ou previsíveis no plano da alteração da normalidade.”

    Ou seja, a suspensão da situação de excepção e consequente obrigatoriedade de regresso ao serviço activo resultam do disposto nas alíneas e) e f) do nº1 do artigo transcrito – e que me lembre o governo não mencionou nada em concreto que se aplicasse aos militares na declaração do Estado de Emergência. Logo, na minha interpretação, o militar que se voluntariou não está (ainda e até menção em concreto) obrigado a nada.
    Criticá-lo por se ter oferecido alegando que a isso já estava obrigado é um exercício de demagogia.

    • É público que ele se encontrava em situação de licença especial . Até já o próprio o admitiu. Além de que, se os senhores souberem ler, os comunicados do clube a defenderem este péssimo presidente não desmentem a obrigatoriedade de se apresentar. Apenas referem que já se tinha voluntariado antes.
      Pelo estilo e forma do seu comportamento durante esta presidência acredito mais no autor deste artigo.
      SL

  5. Facto: varandas beneficia de uma licença especial no exército, a qual lhe permite continuar a usufruir das benesses concedidas aos militares em serviço, incluindo a contagem do tempo para efeitos de antiguidade.
    Facto: para obter essa licença especial, varandas recorreu a uma artimanha que foi candidatar-se para a junta de freguesia de Odivelas, onde nunca põe os pés.
    Facto: o artigo 33º da Lei da Defesa Nacional é bem claro. Com a declaração de estado de emergência, automaticamente cessam as licenças especiais, determinando o regresso ao serviço dos militares nessa condição.
    Facto: é totalmente desnecessária e desproporcional a propaganda feita ao vaidosão do varandas pelo rascord, ou por qualquer outro meio, ainda por cima adulterando a verdade, como é costume.

    Tudo o mais que possam acrescentar, isso sim é pura demagogia.

  6. Estes sócios do Sporting mais idosos foram e continuam a ser levados pela propaganda vermelha, são burros como pedras , não vêem onde anda o Sporting com este Varandas!!!! ninguém fala do Sporting em lado nenhum, apenas do Porto e do Benfica, estes velhos não vêem que a comunicação social meteu lá o Varandas para reduzir a dois grandes o futebol português …Velhos caquécticos…..Abram os olhos…o Sporting não pode ser um clube de andar atrás dos outros, tem que andar à frente, mudem a mentalidade……

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar