Hoje no Record na edição, e com algum destaque via Premium na edição online, vem um suposto conflito entre a direcção liderada por Frederico Varandas e Bruno Mascarenhas e Rui Caeiro, ambos antigos membros da Direcção anterior.

Levando a sério estas acusações do Record a direcção do Sporting teria pedido a Caeiro e Mascarenhas para estes se demitirem do cargo que ocupam enquanto delegados da FPF.

Problema grave é que estes delegados não representantes do clube, mas sim delegados eleitos nas eleições da Federação. Tanto o é que nos primeiros tempos de mandato de Bruno de Carvalho quem representava o Sporting era Diogo Matos, que estava ligado à anterior direcção.

Como tal caso Caeiro e Mascarenhas saissem iriam entrar dois suplentes, das listas eleitas, que não são representantes do Sporting. Ficando neste caso o Sporting sem qualquer tipo de representação neste órgão.

Assim sendo é óbvio que tal pedido seria algo danoso para o Sporting, ou então seria dizer que quem dirige o Sporting não sabe como funciona esta eleição. Confiando que a direcção do Sporting tenta sempre fazer o melhor possível para defender o clube, e que tem pessoas na sua estrutura que conhecem o funcionamento estatutário do futebol Português temos de assumir que mais uma vez o Record mente.

Tendo em conta a quantidade de carvão que os vários órgãos de comunicação social metem contra o Sporting recorrentemente é para mim mais fácil acreditar nisso que na falta de Sportinguismo, ou conhecimento, da actual direcção.

1 COMENTÁRIO

  1. Santa ingenuidade! Então a actual direcção, bem como a malfadada comichão de gestão, tudo fizeram e ainda fazem para correr com toda a gente minimamente ligada à anterior Direcção, porque é que agora haveria de ser diferente?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.