Sábado, Setembro 24, 2022
InícioNotíciasPressão do Porto já vale decisão ignóbil

Pressão do Porto já vale decisão ignóbil

Saíram agora os mapas de castigos para esta jornada da liga e algo de completamente surreal aconteceu. Mateus Uribe, que agrediu violentamente Ricardo Esgaio com uma cabeçada, foi suspenso em apenas um jogo.

Sinceramente já tinha dúvidas de que Uribe levaria os três jogos que se impunham como mínimo para uma agressão desta feita, visto isso implicar perder o jogo entre Porto e Sporting daqui a três jornadas.

Conhecendo o futebol Português tinha poucas dúvidas de que nunca seria dado o castigo justo. Quando vi tamanha pressão colocada pelo Porto, e até actos de vandalismo que ocorreram nessa sequência, vi que seria claro que nunca teria os três jogos de castigo.

No entanto nunca esperei que uma agressão destas pudesse ter apenas um jogo de castigo, especialmente pela gravidade da mesma, e pelo estado em que ficou Esgaio.

O crime parece que continua a compensar para quem sempre lidou com apitos dourados e frutas de várias proveniências.

mercado de transferências

O que tem de ser feito até ao fim do mercado para ainda sonhar?

O jogo do passado sábado terá de ser visto para toda a equipa técnica e directiva como um enorme abre olhos. O Sporting precisa...

O que se passou ontem com Rúben Amorim?

0
Gosto muito de Rúben Amorim, e é o melhor treinador que já vi treinar o Sporting.  A forma que pegou na equipa sem medo, de...

Rodrigo Ribeiro não merecia este tratamento

0
Ver Coates a ser usado como ponta de lança com o jogo a pedido por dois, dando zero soluções ofensivas, por não ser o...

Porque se sente o pânico de Jornalistas e Benfiquistas sobre um possível retorno de...

1
Nos últimos dias a grande notícia que está latente por todo o lado é um possível retorno de Cristiano Ronaldo ao Sporting. Sente-se o...

O que dizer das Hienas mascaradas de Leões que surgiram ontem?

1
Odeio perder, é algo que me irrita solenemente. E quando me falam em empatamos em Braga na minha cabeça só ressoa derrota. Sim, para...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar