Quarta-feira, Dezembro 2, 2020
Início Análise Confrontos com a verdade A prenda que a imprensa portuguesa me podia dar no sapatinho

A prenda que a imprensa portuguesa me podia dar no sapatinho

Existe uma prenda que desejo muito ver no meu sapatinho. Quem a pode dar são os jornalistas no geral, e a imprensa portuguesa em particular.

É uma prenda que sei que no entanto lhes custaria muito a dar. O compadrio com que vivem no dia a dia impede-os.

Os almoços com dirigentes do Benfica que tão bem vamos sabendo com importantes figuras de A Bola e Record provam muito disso mesmo.

A norte n’O Jogo não conhecemos almoços destes, mas claramente que a mão do Porto anda por ali. E é esta mão que, juntamente com a do Benfica nos jornais sediados em Lisboa, continua a impedir uma clara investigação aos negócios sujos de super agentes e fundos com estes dois clubes.

A prenda que desejo é essa mesmo. Sigam a imprensa internacional, e em parte o que o Expresso tem feito se bem que sem a profundidade suficiente, e mostrem a todos o podre que está à vista de todos, mas pouco investigado.

Isto se não tiverem medo de perder coisas que ganham com estes compadrios. Também podia pedir o fim da fome ou a paz no mundo. Mas já que é para pedir coisas irrealistas, e que isto é um blog desportivo, lembrei-me desta.

video árbitro

Benfica e Braga ganham graças à arbitragem

0
Temos ouvido muitos adeptos de outros clubes a tentar passar para o Sporting um ónus de benefício da arbitragem. Esquecem claro o pormaior de...
Vieira Maritimo

Porque o Marítimo tira o seu excelente Guarda Redes do jogo com o Benfica?

1
Hoje o Benfica tem um jogo decisivo frente ao Marítimo, e se perder ficará mesmo em quarto lugar do campeonato. Como tal era previsto...

Maradona será eterno

0
Podia começar a dissertar aqui se acho ou não que Maradona é um dos três melhores de sempre ou não, mas isso faz muito...

O Malvado Sporting goleou o Sacavanense, e eu gostei

2
O Sporting voltou ontem à competição, e regressou com uma boa exibição e triunfo. Muitos esperavam que o Sacavenense pudesse fazer a vida dura...

Carta aberta de despedida a Miguel Albuquerque

3
Caro Miguel era para ter escrito esta carta antes, mas, como a falta de textos nos últimos tempos mostra, não tem abundado tempo. No...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar