Fruta e Vouchers

Ontem o Porto ganhou por uma bola a zero, fruto de um golo no fim dos descontos. Mas o grande caso é um penalti, ou mesmo dois, que o árbitro e o VAR resolveram não ver.

Um deles até o sempre Portista O Jogo classificou unanimemente como um erro grave, e que teve influência clara no resultado.

De que falam todos os adeptos Portistas, comunicação social afecta ao clube Portuense e até mesmo os bloggers e páginas de apoio ao Porto? Da expulsão de Sérgio Conceição, que classificam como um erro e exagerada.

Como sempre tornam de repente um assunto completamente acessório num ponto fulcral para de repente tudo se centrar nisso. Tornando os beneficiados em vítimas de repente. E unindo toda a sua massa associativa em redor de alga equipa e de uma visão deturpada, mas que sinceramente não lhes importa.

Nisto o Porto é especialista há muito, e há mais de dez anos que o Benfica o faz com igual mestria.

Os Sportinguistas nestes casos, incluindo eu por aqui mais que uma vez, resolvem aceitar desde logo publicamente que houve um erro a seu favor. Isto naquela ânsia de querer ser mais elevados e honestos que os outros. Enquanto todos os outros se centram sempre em algo: ganhar.

Estranho é com a idade começar a sentir alguma culpa por tentar defender sempre este caminho e ver os títulos a passar. Não quero mudar, acho e continuo a achar que é este o caminho ao contrário do meu colega e amigo Pedro Geada, mas por vezes penso que a lógica que ele tanto fala de por vezes termos de ser tão hipócritas como os outros não fará sentido…

2 COMENTÁRIOS

  1. Sinto-me obrigado a remeter para o meu comentário no artigo “Conseguem explicar como é que isto não foi penalti?”. É um bocadinho extenso, mas aplica-se lá e aqui. O “contra tudo e contra todos” tão propalado e vomitado até à exaustão a época passada é um mito, mas um mito que frutifica como se viu.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.