Ontem Frederico Varandas deu uma entrevista interessante à RTP3. Mais uma vez numa entrevista desde tipo acho que o jornalista estava mal preparado e faltaram fazer perguntas mais directas e interessantes.

O que não gostei

Acho que nestas entrevistas se deve sempre levar algo positivo na manga para apresentar. Podia ser as melhorias que estão a ser feitas na academia, mas deveria ter sido mais objectivo quando falou nela.

De notar também que apesar de melhorar com o passar do tempo na entrevista Frederico Varandas continua a ter dificuldade em passar a sua mensagem na televisão. E a utilização constante da repetição da última frase de uma intervenção não ajuda. Não ajuda mesmo.

Depois do escândalo da arbitragem em Setúbal acho que era indispensável fazer um reparo claro a essa arbitragem. Mesmo que não fosse usada como desculpa para o resultado péssimo alcançado.

O que gostei

Apesar de não ter gostado de não referir a arbitragem do jogo de Setúbal gostei que tivesse criticado o jogo feito pela equipa. Quando esta não cumpre os objectivos por culpa própria nunca será má a critica clara e concisa como foi feita.

Gostei do que disse sobre o Benfica de Vieira, e concordo em absoluto com o que foi dito.

O anunciado corte no apoio especial às claques também é algo que defendo há muito pois para mim não há sócios com mais direitos que outros.

No que toca ao valor médio da nossa formação meteu um dedo na ferida que muito tentamos ignorar. Temos alguns bons jogadores nos escalões entre os sub 17 e sub 23 mas em média as equipas são muito fracas para o que estamos habituados.

Gostei também de perceber que Frederico Varandas também sabe que este plantel é limitado, e que precisaremos de mais e melhor em breve.

Conclusão

Gostei dos pontos chave da entrevista mas claramente que gostava que o entrevistador tivesse perguntado a Frederico Varandas quais seriam os primeiris passos a dar para inverter as carências que ele próprio apontou.

Parece que temos um médico a Presidente que identificou a doença de que padece o Sporting, mas entrevistador esqueceu de perguntar qual seria o tratamento. E assim apesar de ter gostado do que ouvi continuo sem saber como será o Sporting curado.

1 COMENTÁRIO

  1. As perguntas que fiz ao fim da entrevista foram suficientes para perceber o quanto foi fraca:
    – O que sabemos hoje que não sabíamos antes da entrevista?
    – Resultou da entrevista algo de relevante e positivo para o Sporting?

    Quanto à formação dizer que temos entre os sub-17 e sub-23 dezenas de Campeões Nacionais em mais do que um escalão e 3 Campeões Europeus. Não servem para o Sporting mas servirão certamente para o Milan(Tiago Djaló) ou para o Braga(ex:Ricardo Esgaio). Os outros chamam-lhes um figo!
    SL

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.