Domingo, Abril 11, 2021
Início Análise Confrontos com a verdade Nuno Saraiva de volta depois de castigo e põe tudo a nú

Nuno Saraiva de volta depois de castigo e põe tudo a nú

O nosso Director de Comunicação, Nuno Saraiva, estava a meter muita gente nervosa. A maneira clara como fala, e a exposição das manipulações que não param de suceder no nosso futebol e imprensa mete muita gente em perigo.

Como tal foi prontamente suspenso por quinze dias, há precisamente quinze dias. Hoje voltou, e em grande. Fica na integra o seu texto de regresso, onde expõe tudo o que se passou entretanto.

Leitura Obrigatória.

Nos últimos 15 dias tenho assistido, em silêncio forçado, às mais diversas enormidades.

Cumprido o castigo que me foi imposto com diligência e celeridade – ao contrário do que acontece com outros – pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, é tempo de voltar à defesa intransigente dos interesses do Sporting Clube de Portugal.

As últimas duas semanas foram pródigas em mentiras e calúnias. De directores de jornais que, por terem uma agenda clubística não assumida, escrevem colunas de opinião eivadas de ódio contra o Presidente do Clube e o treinador principal; a “opinadores” que, depois de reunirem ao almoço para elaborarem, com a bênção do seu presidente, um novo ror de mentiras sobre as nossas Assembleias Gerais insinuando e afirmando que, por exemplo, estou arrependido de trabalhar no e pelo Sporting Clube de Portugal.

Sejamos então claros: Trabalhar no Sporting Clube de Portugal não é, nem nunca será, passível de arrependimento. O convite, que muito me honrou, foi-me dirigido pelo Presidente do Clube tendo sido também por ele que aceitei este desafio. Não vale por isso a pena tentarem, com a má-fé habitual, abrir brechas onde elas não existem. Estou e estarei aqui, leal e convictamente, enquanto o meu Presidente entender que sou útil e que acrescento valor ao Sporting Clube de Portugal.

Confesso que, ao fim de tantos anos, ainda me surpreendem as virgens ofendidas que, ganhando a vida a insultar e a caluniar meio mundo, ainda por cima sem contraditório, se indignam de cada vez que alguém decide responder-lhes à letra. Esta conduta, a par de tudo o resto em que vão chafurdando, diz tudo sobre o carácter dos Guerras, dos Venturas e dos Silvas. Como disse um dia Abraham Lincoln, “pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma os homens em cobardes” e isso, podem estar seguros, nós nunca seremos porque jamais nos calaremos sempre que esteja em causa a defesa do Sporting Clube de Portugal e dos Sportinguistas.

Fazendo uma breve retrospectiva do que foram estes 15 dias, além das calúnias e da desonestidade habituais, assistimos a notícias plantadas e encomendadas com o objectivo denegrir e amesquinhar Bruno de Carvalho, Jorge Jesus, a equipa de Futebol Profissional e, por consequência, o Clube.

É uma autêntica campanha negra, típica das que se fazem na política, em que se repetem falsidades sobre as nossas contas ou sobre as relações entre o Presidente e o treinador, escamoteando aquilo que são as dificuldades e os fracassos de outros; amplificam-se impactos de lesões num único jogador – bem sei que o nosso Capitão é pendular na nossa equipa – escondendo aquilo que se passa noutros clubes em que, desde o início da época, já houve pelo menos 19 atletas sujeitos a baixa médica; inventam-se tensões inexistentes entre jogadores com contrato em vigor e a SAD do Sporting a pretexto de hipotéticas renovações, e não se escreve uma linha que seja, por exemplo, sobre o incumprimento de obrigações contratuais de outros e dívidas a clubes que até já se queixaram à FIFA por causa deste calote; difamam-se os nossos Grupos Organizados de Adeptos que, ao contrário de outros, estão legalizados e reconhecidos como se os deles fossem meninos de coro que não partem um prato e como se não existissem abundantes exemplos de, na casa deles, terem uma conduta imprópria de gente civilizada; e, tão grave como tudo isto, o branqueamento mediático doloso daquilo que é uma evidência: a dualidade ou tratamento diferenciado a que temos estado sujeitos por parte da justiça desportiva que não merece qualquer reflexão crítica por quem tem por missão escrutinar os diversos poderes.

Os exemplos são mais que muitos: enquanto se abrem processos sumários e se castigam à pressa o Presidente, directores, treinadores, médicos e atletas do Sporting, outros há que agridem nos túneis de Arouca, que insultam dirigentes da arbitragem em plena tribuna presidencial, que violam na televisão semana após semana o regulamento disciplinar da Liga, mas os processos arrastam-se sem que haja notícia de quaisquer consequências. Isto para já não falar de funcionários e de responsáveis de canais de televisão de clube que vivem obcecados pelo insulto ao Sporting Clube de Portugal, ao seu Presidente e ao seu Treinador, sem que sequer um auto seja levantado. Mas sobre nada disto se escreve uma linha ou se discute nas TV’s. A subserviência não o permite.

Aos meus camaradas jornalistas não peço que digam bem de nós se não tivermos mérito para que tal aconteça. Apenas que confiram ao Sporting Clube de Portugal o mesmo tratamento que dão aos outros. Isso sim é coragem, isso sim é rigor, isso sim é independência, isso sim é honestidade e seriedade. Se o não fizerem, connosco ou com quaisquer outros, de uma coisa podem estar certos: os clubes existirão sempre mas os jornais, como a história nos tem mostrado, definham e morrem quando não têm credibilidade. E fiquem cientes de uma coisa: os sportinguistas representam uma fatia de mercado de 3,5 milhões de potenciais consumidores. Se os continuam a tratar assim, depois não se queixem.

Vergonha do caso Sócrates será tentada pelo Benfica por certo

3
Hoje vivemos um dia negro na história da justiça em Portugal. Todos ouvimos as escutas de José Sócrates, todos sabemos o que se passou,...

E agora? Continuamos jogo a jogo

1
Tenho visto muitos Sportinguistas alarmados após a última jornada, em que frente ao Moreirense, com claro azar, empatamos a uma bola perdendo efectivamente dois...

Partiu a Voz do Sporting – Até sempre Maria José Valério

0
Hoje o dia começou com uma notícia triste. A voz do Sporting, Maria José Valério, faleceu, vitima de COVID-19. Lembro-me bem a crescer a ouvir...

A centralização dos direitos televisivos chegou

0
A centralização dos direitos televisivos chegou. Já há muito que devia ter chegado, mas antes mais tarde que nunca. Honra seja feita a Pedro Proença,...
video árbitro

Primeiro golo do Porto é ilegal. Porque o VAR não invalidou?

2
O roubo de ontem nos Barreiros, onde deu uma vitória forjada ao Porto, teve obviamente três pontos chave. A não mostragem do amarelo ao...

4 COMENTÁRIOS

  1. Deixei, desde há uns tempos a esta data, de: comprar jornais e ver programas dito desportivos. Contudo, deixo apenas um reparo: todos estes pseudo programas desportivos, são legitimados por comentadores, supostamente ou ditos sportinguistas. Bem sei que a vida está dificil e é sempre mais algum que vem no fim do mês. Mas será que a humilhação a que se sujeitam por puros mentecaptos. compensará? Parece que sim.

    • Bem…há mais de dez anos que não compro jornais como o Record e o Expresso. Nunca fui fã do O Jogo, e também há tempo que não o compro. Nunca na minha vida comprei o CM pela forma como dão as notícias, e pelo tipo de jornalismo que fazem.

      Tenho exortado muitos a deixar de comprar estes “jornais”. E, espero, que mais e mais pessoas se afastem desta imprensa ridícula e facciosa.

      Há jornalistas que se sujeitam à violação diária dos seus princípios e de regras deontológicas, e tudo em nome de estar IN, de ter um…emprego. Isto parece um assunto tabu, mas é a pura verdade, muitos sucumbem a um clima de intimidação, de pressão, que procura invariavelmente beneficiar o mesmo clube de sempre, e prejudicar os outros – principalmente o nosso Sporting.

  2. Já tenho metido diversos posts a pedir a todos os >SPORTINGUISTAS k deixem de comprar os Pasquins A Bola Record e Correio da Manhã assim como todos deveriam deixar de ver todos os programas desportivos da CMTV, SICNOTICIAS e TVI24 onde entrem os pois só assim eles verão a força do SPORTING pois as receitas e audiências baixarão e de k maneira k talvez dê para despedir muitos dos jornaleiros e daqui faço o apelo ao Sr. Nuno Saraiva para ser ele a fazer esse pedido aos SPORTINGUISTAS pois tenho a certeza k ai sim será visto por todos e será a melhor resposta k daremos a quem não nos respeita FORÇA SPORTING

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar