Terça-feira, Novembro 29, 2022
InícioNotíciasNão se deixem convencer que negócios como o Newcastle são inevitáveis em...

Não se deixem convencer que negócios como o Newcastle são inevitáveis em Portugal

O negócio que se falava há algum tempo foi fechado, e o Newcastle foi adquirido pelo Public Investment Fund. Que sendo um fundo dirigido por Mohammed bin Salman acaba por ser uma compra feita pelo todo-poderoso dirigente Saudita.

Podia falar sobre este Príncipe Saudita, apontado como o líder de facto do reino apesar de oficialmente ser o seu pai, e sobre as muitas suspeitas sobre violações de direitos humanos que lhe são apontados.

Mas isso é pouco diferente dos donos do PSG ou do Manchester City, e patrocinadores do Benfica, ou mesmo dos negócios estranhos com milionários russos de Chelsea e Monaco.

Tudo isto enoja-me um pouco, mas vamos ser sinceros, a grande diferença deste negócio para os outros é ser uma pessoa ainda com mais dinheiro.

No entanto, o que mais me tem enojado e chateado é o corrupio de personalidades a irem para as TV’s, e restante imprensa, a dizer ser inevitável que isto aconteça em Portugal aos três grandes.

Isto é mentira, e tem um fundo nefasto. Primeiro é mentira porque nenhum ultra milionário iria investir a sério numa liga terciária como a nossa, pelo menos por aqueles valores que tornariam isto interessante.

A não ser que fosse numa operação puramente para lavar dinheiro, e para isso existem melhores alvos lá fora.

O objectivo desta linha de pensamento é fazer-nos pensar que a solução para os problemas passa por uma venda destas. E quando um dia as finanças, precárias, de um dos três grandes não tiver solução, porque se recusou a reduzir, focar na formação e em utilizar o dinheiro da Liga dos Campeões de forma equilibrada, a venda por um valor menor a um salvador, provavelmente nacional, será vista como aceitável.

Dirão que já diziam que o caminho era há muito a entrada de investidores estrangeiros, e como nunca nenhum realmente endinheirado chegou cá, no desespero tiveram de vender a quem quis comprar, por uma ninharia, enchendo os bolsos dos amigos dos comentadores de dinheiro.

Não aceitem essas cantigas, nem se deixem enganar. O caminho será a melhoria da competência dos quadros, investimentos equilibrados, e saber utilizar bem os valores milionários da entrada na liga dos campeões.

Esse é o caminho, não a venda a lavadeiras de dinheiro de sangue.

Trincão é a imagem de uma equipa perdida.

0
Estou completamente farto de Francisco Trincão. Um jogador deambula entre a vontade de fazer mais uma fintazinha para o Youtube e o poder de...

Rúben Amorim e o que começa a parecer a história de Paulo Bento

1
Há uns dias, após a vergonha passada frente ao Marselha em Alvalade, estive para fazer um texto a comparar Paulo Bento e Rúben Amorim....

O que dizer do fim do Futebol de Praia do Sporting?

1
Lembro-me bem dos grandes jogos de Futebol de Praia que nos agarravam à televisão no final dos anos 90, e início da década de...
mercado de transferências

O que tem de ser feito até ao fim do mercado para ainda sonhar?

O jogo do passado sábado terá de ser visto para toda a equipa técnica e directiva como um enorme abre olhos. O Sporting precisa...

O que se passou ontem com Rúben Amorim?

0
Gosto muito de Rúben Amorim, e é o melhor treinador que já vi treinar o Sporting.  A forma que pegou na equipa sem medo, de...

1 COMENTÁRIO

  1. É incrível a ginástica que fazes para por o SLB no artigo, mas relembro que é o SCP que é patrocinado pela Betano…
    A liga portuguesa é terciária na tua cabeça…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar