Segunda-feira, Junho 27, 2022
InícioAnáliseJogosNão podemos dar meia hora aos adversários

Não podemos dar meia hora aos adversários

O jogo contra o Tondela ainda me está a dar voltas à barriga. Há quase 24 horas estava eu a entrar no estádio à espera de três pontos que não duvidava vir a conquistar.

E parece que os jogadores partilhavam desse mesmo pensamento. Entraram em campo sem jogar necessariamente mal, mas muito calmos e tranquilos à espera que o jogo se resolvesse só por si.

Se têm entrado com a garra e querer que tem sido o seu apanágio, ainda antes da expulsão do Rui Patrício já teriamos a ganhar por dois ou três golos, e tudo seria diferente.

Voltamos a dar, como tantas vezes no passado, meia hora aos adversários, e pagámos caro por isso mesmo. Tivemos depois atitude e coragem de verdadeiros leões, e ainda virámos o jogo. Para depois o voltar a perder num lance tudo menos inteligente, com Jefferson a dormir na formatura.

Ainda espero vir a falar mais sobre este jogo. Existem demasiados assuntos que ainda quero deixar arrefecer antes de falar. Especialmente a arbitragem. Mas que aquela meia hora sem atitude à Sporting fez mossa, isso fez.
PARTILHA

Oito anos de Sporting com Filtro

0
Há um ano escrevia que continuaria o Sporting com Filtro, pelo menos mais um ano após longa reflexão. Hoje ao fazer oito anos deste...

Olhar um pouco de olhos abertos sobre os valores de Darwin

2
Normalmente quando falo dos outros clubes, sejam eles Porto, Benfica ou outros, tendem a ser por casos que nos afectam também a nós. Hoje,...

Fernando Gomes em Golpada na Federação?

0
Fernando Gomes, presidente da FPF, está a chegar ao fim do seu mandato. Presidente da federação desde 2011, Fernando Gomes está prestes a cumprir...

O que pensar da época de futebol que terminou agora?

0
Chegou ao fim esta época de futebol e na cara de quase todos os Sportinguistas fica a tristeza de não termos alcançado o bicampeonato...

Perceber que estamos desligados da temporada, e preparar a próxima época

1
Foi penoso ver o jogo do Sporting frente ao Benfica no Domingo. Um futebol frágil, amorfo, sem grandes ideias, e mesmo as alterações que...

2 COMENTÁRIOS

  1. O problema nem são os 30 minutos. O problema é deitar tudo a perder porque acharam (incluindo o treinador) que depois do 2-1 não era preciso estar concentrado.
    Virámos o jogo em 16 minutos, mesmo jogando com 10. Aos 61 já estava 2-1. O treinador tinha uma substituição a fazer mas continuou em campo com Ruiz, Slimani, João Mário e Gelson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar