Quinta-feira, Agosto 13, 2020
Início Notícias O Motivo da Cartilha para falar de treinadores para o Sporting –...

O Motivo da Cartilha para falar de treinadores para o Sporting – Rugido Matinal – 06 de Março

Desde a derrota no Dragão que de repente começamos a ouvir várias fontes da cartilha vermelha a apontar treinadores ao Sporting.

Isto à primeira vista pode parecer estranho, mas na realidade é apenas uma jogada nada disfarçada para tentar causar dissensão.

Primeiro porque mexe na cabeça do adepto comum. Sejamos sinceros, qualquer um de nós, goste ou não do treinador actual ou dos jogadores actuais, gosta de andar a discutir sempre quem pode vir para o Sporting.

Mas principalmente porque querem passar para fora que existirá uma cissão insanável no Sporting. Ou seja que esta época está fechada e já só se pensa na próxima. Isto enquanto tentam passar a cartilha que neste momento estará a haver entre Sporting e Braga pelo terceiro lugar uma luta.

A Verdade

E como bem sabemos isso é falso, até porque estamos mais perto do segundo lugar do que do quarto. E a depender apenas de nós para ficar nesse mesmo segundo lugar. E é isso que eles temem. E isto porque ainda têm de jogar com o Porto e vir a Alvalade. E nem toda a gente lhes irá abrir as pernas como fez o Marítimo.

Até porque com as finanças e tesourarias desequilibradas do Benfica um ano fora da Liga dos Campeões terá consequências gravíssimas. Coisa que o Sporting com a reestruturação feita consegue aguentar melhor.

E se pensarmos um pouco o próprio manda chuva do Benfica, Domingos Soares de Oliveira, em entrevista recente falou claramente que precisam de vender pelo menos 20 Milhões de jogadores por anos. E isto em Mendilhões, que é o que anunciam, deve rondar os 60M. Agora juntem isto a não ir à Liga dos Campeões?

O Sporting continua em três frentes. Com objectivos claros nas três, e esperança de vitória em duas. Acredito que até isso estar decidido não seja feito nenhum balanço final. E mesmo no fim da temporada penso que o balanço mais provável seja deixar Jorge Jesus continuar o seu trabalho pelo menos até ao último ano de contrato.

Pinto da Costa contrata Carraça do seu filho Alexandre?

1
Dos três grandes o clube que provavelmente mais bem servido de laterais direitos será o Porto. Com Jesus Corona, Manafá e ainda...

Quais seriam as reacções à contratação de Gaitan, se fosse no Sporting

1
Hoje estranhamente vi Sportinguistas a comentar a contratação de Gaitan pelo Braga como se fosse algo realmente notável conseguido por António Salvador....

O que pensar do limbo da Contratação de Antunes

0
O que pensar da chegada eminente de Antunes, se é que esta se chega mesmo a acontecer

Revolução digital: Prometido vs Em preparação

5
As diferenças entre as alterações eleitorais e digitais que Frederico Varandas propôs antes de ser eleito, e que estão a preparar agora.

Carlos Barbosa da Cruz engana-se no centro do seu argumento em defesa do sistema...

2
O tema do voto eletrónico, i-voting, e do número de votos de cada associado estão hoje no centro dos temas da agenda...

4 COMENTÁRIOS

  1. Meu caro companheiro sportinguista, então você escreve, há dois dias, o artigo “O que fazer com Jorge Jesus no final da corrente temporada?” e agora vem falar dos cartilheiros? Então se somos nós a contribuír, depois não queremos que eles falem?

  2. Percebo a questão, mas penso que são casos diferentes.

    O meu texto de há dois dias era num sentido completamente diferente, e já por causa desta cartilha. Enquanto alguns falavam de nomes para mim era importante colocar quais os objectivos pelos quais Jorge Jesus irá ser julgado no fim da temporada.

    O que a cartilha quer fazer é o oposto, fazer passar a imagem que já estará tomada a decisão de Jorge Jesus sair, ainda com tanta competição e objectivos em cima da mesa, com vista claro à desmoralização e divisão entre Sportinguistas.

  3. Tal como Sérgio Aguiar muito bem diz, somos nós próprios quem alimenta a imprensa. Olhe só para os rivais e diga-me quem presta declarações à imprensa falando mal do seu clube? Ninguém? Já no Sporting multiplicam-se os Abrantes Mendes, Dias da Cunha, e afins, sempre prontos a espetar um prego no clube e fazer prova de vida, como se fossem sócios especiais. É também esta a falta de militância de que fala Bruno de Carvalho. Os adeptos leoninos vivem entre a euforia e a depressão, consoante ganham um jogo ou perdem outro. Bastou esta derrota e um atraso significativo para deitarem a toalha ao chão, colocando tudo em causa. O treinador já não serve, mesmo que nos tenha dado jogadores cujo potencial não imaginávamos; os jogadores afinal são fracos; os dirigentes também não prestam. Pouco tempo depois de Jesus ser contratado pelo Sporting, José Manuel Delgado fez um editorial em A Bola declarando guerra do jornal a Bruno de Carvalho e a Jorge Jesus. Sabedores das capacidades e competência de Jesus, o grande medo das galinhas era que Jesus pudesse continuar a ganhar no Sporting, o que seria terrível para as galinhas, pois saltariam em cima do seu presidente por ter mandado embora Jesus (e foi isso que aconteceu, não foi o Sporting que roubou Jesus às galinhas). Não é por acaso que Jesus agradece o apoio dos adeptos em todos os jogos e isso não é notícia, nem divulgado, mas na única vez que ele criticou essa falta d apoio, de imediato se encheram páginas de jornais. Pois, interessa colocar os adeptos contra Jesus. Não só é uma forma de enfraquecer o clube e a equipa, como é uma forma de se vingar dele por ter assinado pelo Sporting, depois de ter servido o sport lisboa e batota (ou bosta, como quiserem).
    Atacar Jesus, é o melhor que pode acontecer aos nossos rivais, e nós vamos na onda ajudando os adversários, atacando o clube que dizemos (mas só dizemos, não damos provas) amar.
    Quem já teve Carvalhal, Paulo Sérgio e companhia, querer mandar embora Jesus, é no mínimo surreal.
    Tem um discurso que não agrada, com um ego assinalável? E depois? Acaso isso significa que não é bom treinador? Podia ser mais moderado e ter um discurso menos centrado em si? O feitio dele é assim e ou aceitamos ou não, mas isso não nos pode fazer esquecer que desde que ele está cá que o Sporting disputa os campeonatos até ao fim, que já não chega ao Natal afqstado do campeonato, e que esta é uma época onde estamos em três provas, depois de já ter ganho uma.
    Mais do que procurar razões para as notícias dos cartilheiros das galinhas, cabe-nos apoiar os nossos, e em especial Jorge jesus, mesmo que não gostemos do discurso.

  4. Os cartilheiros bem tentam, mas o Sporting Clube de Portugal​ com estes Orgãos Sociais, está bem definido quanto à sua orientação estratégica e desportiva. Roma e Pavia não se fizeram num dia. Iremos lá, sem corrupção, sem tráfico de influências, sem vouchers, sem padres, sem cartilhas e esperamos, lado a lado com a Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar