Terça-feira, Novembro 29, 2022
InícioAnáliseJogosFábio Veríssimo tirou três pontos ao Sporting desta forma

Fábio Veríssimo tirou três pontos ao Sporting desta forma

Ontem depois do jogo com o Tondela fiz questão de primeiro que tudo questionar a nossa exibição e a falta de soluções fruto de uma desastrosa gestão do plantel e mercado. Mas não posso deixar de reconhecer que ontem caso o árbitro tivesse sido honesto o resultado seria outro. Se bem que Fábio Veríssimo e honesto é algo difícil de conjugar.

Houve vários amarelos perdoados ao Tondela, alguns deles seriam duplo amarelo, mas o caso chocante ocorreu aos 45+1. Vamos rever o lance.

Um tackle por trás, de pitons à frente. Isto está nas regras como vermelho direito sempre. Mas nada como ir ver o que é dito no Record, onde até está o super benfiquista, e ex-BTV, Jorge Faustino.

Claro como a água certo? Mas e que tal ir ver a opinião do também benfiquista Duarte Gomes na Bola?

O único sítio onde vi este lance não ser dado como claro vermelho foi n’O Jogo, mas também percebo, pois bem vi o nervosismo do Porto e de comentadores associados a partir do momento em que o Sporting se aproximou ligeiramente deles. Não que ache que teremos grandes chances de lá chegar este ano, mas como eles também jogam pouco parece haver algum receio.

Mas mais uma vez, e como é regular, Fábio Veríssimo afasta o Sporting de uma vitória após ter ido ver ao VAR e revertido uma decisão correcta. Já a semana passada tinha algo parecido sido tentado quando validaram um golo com o braço ao Paços de Ferreira. Parece que por muito que não estejamos a jogar bem o poder instituído continua interessado em que não nos levantemos. Agora não podemos é ficar calados, e a direcção tem abusado do silêncio.

Trincão é a imagem de uma equipa perdida.

0
Estou completamente farto de Francisco Trincão. Um jogador deambula entre a vontade de fazer mais uma fintazinha para o Youtube e o poder de...

Rúben Amorim e o que começa a parecer a história de Paulo Bento

1
Há uns dias, após a vergonha passada frente ao Marselha em Alvalade, estive para fazer um texto a comparar Paulo Bento e Rúben Amorim....

O que dizer do fim do Futebol de Praia do Sporting?

1
Lembro-me bem dos grandes jogos de Futebol de Praia que nos agarravam à televisão no final dos anos 90, e início da década de...
mercado de transferências

O que tem de ser feito até ao fim do mercado para ainda sonhar?

O jogo do passado sábado terá de ser visto para toda a equipa técnica e directiva como um enorme abre olhos. O Sporting precisa...

O que se passou ontem com Rúben Amorim?

0
Gosto muito de Rúben Amorim, e é o melhor treinador que já vi treinar o Sporting.  A forma que pegou na equipa sem medo, de...

10 COMENTÁRIOS

  1. O Fábio Veríssimo é sportinguista doente e, independentemente de outros factores, não acredito que isso não influencie (ainda que inconscientemente) o seu desempenho quando arbitra os nossos jogos. Não seria melhor “assumir-se” publicamente e pedir simplesmente que não o nomeassem para os jogos do Sporting? Isso sim, seria honesto!

    • Se não consegue/pode apitar os jogos da equipa X, não apita a equipa X. Muito honesto…
      E quando há jogos entre outras equipas cujos resultados podem interessar à equipa X então o árbitro também não pode apitar essas outras equipas. Assim talvez já fosse mais honesto… só que não apitava.

      Honesto é apitar honestamente seja que equipa for, ou então não apitar nenhuma.

      • Repara…eu concordo a 100% com o que disseste. Eu simplesmente estava a colocar uma situação limite. O facto de termos que viver a constante presença das particularidades únicas do futebol português (e neste caso no que toca à arbitragem), leva-me também a contorcer-me na busca de soluções. Não seria a ideal, certamente, mas seria um mal menor. Choca-me que no Sporting impere desde há algum tempo uma ideia quase exclusiva de anti-Benfica (estou a falar de adeptos e direcções) e se demonstre uma complacência fora do comum nas relações com o Porto. No outro lado da 2.ª Circular não moram anjos (de todo…o E-Toupeira é só mais um facto a comprová-lo), mas que ninguém duvide que grande parte (a parte que mais interessa e que nos deitou abaixo ao longo dos anos) da podridão que consome o futebol português tem origem única no Porto e nas sementes de ódio, revanchismo, provincianismo e ganhar a todo o custo inicialmente semeadas por J. M. Pedroto e exemplarmente germinadas por Pinto da Costa. Sinto vergonha da atitude de alguma indiferença dos adeptos e responsáveis do Sporting relativamente ao Porto, se comparada com o ódio feroz dirigido ao Benfica. Resultado? O Benfica continua a alimentar-se da atitude “anti” dos outros e o Porto continua a comer-nos de cebolada e a contribuir para a nossa insignificância crescente. ABRAM OS OLHOS!

          • Passo a ironia… Entrei em devaneios. Desculpa. De forma objectiva, acho que um árbitro deveria reconhecer que não tem condições e afastar-se. Apenas isso. Já são casos a mais com o Veríssimo. Num mundo normal isto nunca aconteceria ou, a suceder, levar-me-ia a questionar até a aptidão dele para ser árbitro. No nosso mundo, é como te digo, uma situação de recusa ou impedimento prevista nos regulamentos para situações como esta, se é absurda por princípio, não me chocaria atentas as particularidades do futebol português.

  2. Não vi ainda referido em lado nenhum um outro lance quase idêntico a este, do qual o jogador do Tondela saiu apenas com um amarelo e que, para mim, disse logo na altura que era lance também para vermelho direto. Foi uma entrada ao tornozelo do jogador do Sporting (Doumbia, creio), também sem jogar a bola e com pitons…
    Nada que não estejamos habituados e que não cria nenhuma preocupação à “nossa” estrutura altamente competente e profissonal…

    SL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar