Se há coisa que o Sporting normalmente tem em grande qualidade são os extremos do seu ataque. Isto é tão natural até pela nossa formação, onde formámos de longe os melhores extremos do mundo, entre eles o Melhor Jogador de Sempre, Cristiano Ronaldo.

Este ano um dos figuras de cartaz da nossa escola de extremos regressa, com a braçadeira de capitão, e já com um arranque de época impressionante. Nani, se estiver bem fisicamente, será sempre um dos titulares, podendo normalmente começar num dos lados do ataque.

Quem lhe faz companhia será uma das grandes questões da temporada. Sou sincero, para mim neste momento é Raphinha, mesmo tendo apenas 21 anos. Penso que na posição neste momento tem algo mais a dar que Acuña, mas sejamos sinceros, ter Acuña para segunda escolha é uma excelente notícia.

Depois vem ainda a juventude de Matheus Pereira, e agora de Jovane Cabral. Para mim nenhum dos dois deve ser emprestado, devendo no entanto quem não for convocado dar uma perninha nos sub 23. Mas ter todo este talento à disposição é algo que deve elevar o espírito de José Peseiro.

No que toca a Carlos Mané, não o vejo como extremo, mas como segundo avançado, logo não entrará ainda neste capítulo. E em breve podemos começar a pensar em Elves Baldé para também ir surgindo caso haja uma oportunidade numa Taça da Liga desta vida.

1 COMENTÁRIO

  1. Seria uma grande frustração a dispensa de Carlos Mané. Acredito que assim que se efectivar a sua recuperação física, Carlos Mané vai ser de extrema utilidade. Muito rápido nas transposições atacantes.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.