Sexta-feira, Agosto 6, 2021
InícioOpiniõesSelecção NacionalExplicando o óbvio que Fernando Santos só viu aos 81''

Explicando o óbvio que Fernando Santos só viu aos 81”

Não posso ser mais sincero quando digo que fiquei abismado quando vi o onze escalado por Fernando Santos para o jogo de hoje. Sei que ele é provavelmente o treinador menos corajoso da história, mas só esperava este plano de duplo trinco frente à França e Alemanha.

Ainda houve uma leve esperança quando vi o onze escalado para ser um rasgo táctico de Fernando Santos e Danilo fosse jogar a central, passando para um 3-5-2 onde jogaríamos com dois pontas de lança, Diogo Jota e Ronaldo, pois é essa a forma que todos sabemos que faz render Ronaldo.

Sim, há muito que Ronaldo se tornou o melhor avançado centro do mundo, mas apenas quando joga em cunha com outro avançado. Jogando sozinho no meio de dois, ou três centrais, tira-lhe espaço, retira-lhe capacidade de triangular, e permite que seja marcado de forma implacável.

No entanto, quando tem outro avançado ao lado tudo muda. E nos espaços gerados pelo outro avançado é dos jogadores mais mortíferos da história, senão mesmo o mais mortífero.

Começa o jogo e fica provado que a equipa é mesmo a fórmula ultraconservadora de Fernando Santos, num formato horrível. Os dois trincos atrapalham-se um ao outro, forçam uma constante de passes para o lado e para trás e ninguém te capacidade para transportar a bola.

Ronaldo com todos os centrais em cima de si não tem forma de arranjar espaços, e os dois extremos bem abertos não conseguem regularmente fazer chegar as bolas ao goleador.

E claro, Bruno Fernandes sem um nove puro para alargar à frente, nem um oito atrás para lhe transportar jogo, ficou, tal como todos os outros jogadores ofensivos dependente apenas das bolas longas dos centrais.

Pobre demais e todas as pessoas viram que não funcionou. A Hungria não dava espaço, e mesmo assim qual a decisão de Fernando Santos para primeira substituição? Tirar Bernardo Silva, talentoso sempre e com capacidade para jogar em blocos fechados, e meter Rafa Silva, que é um jogador de espaços e velocidade, onde não havia espaços.

A teimosia durou até aos oitenta e um minutos, em que finalmente tira um dos trincos para colocar um jogador com bom transporte de bola, e um nove para auxiliar Ronaldo. Resultado? 3 golos em dez minutos.

Incrível como o erro táctico que estava à vista de todos só foi corrigido aos 81 minutos por Fernando Santos, que, no entanto, continua a ser o mestre da estrelinha, mesmo sendo tacticamente horrendo.

Ouvindo com atenção o que Rúben Amorim falou sobre o ponta de lança

0
Uma das questões recorrentes sobre esta pré-temporada, e planeamento da época, do Sporting é a questão do ponta de lança, ou das alternativas ao...

Sporting fica muito mais forte com Matheus Nunes em vez de João Mário?

0
Na sua newsletter semanal o Braga escreveu estas palavras: "Ao quarto jogo consecutivo entre Sp. Braga e Sporting – independentemente dos resultados registados anteriormente...

Ugarte é bom, mas não único

0
Um dos motivos que fez o Sporting levar até ao limite a opção por Paulinho, em vez das alternativas como Yaremchuk, foi este ter...

Uma possível solução para a distribuição justa de bilhetes

0
Toda a vez que chegamos a uma final da Taça de Portugal existe o problema de quem deverá ter direito a poder comprar o...

Leoas Auriol Dongmo e Patrícia Mamona elevam mais alto o nome de Portugal

0
Hoje o tema desportivo do dia é a medalha de prata, e record nacional, alcançados pela nossa Leoa Patrícia Mamona. Uma prestação fantástica no...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar