Domingo, Abril 11, 2021
Início Análise Jogadores De quem é a culpa no lance onde William Carvalho está a...

De quem é a culpa no lance onde William Carvalho está a ser gozado?

William Carvalho tem sido alvo de chacota desde o jogo de ontem frente à selecção Suiça. Em causa está o lance do segundo golo, em que todos colocam as culpas sobre a falta de velocidade de William Carvalho. Mas será dele a culpa toda?

Vamos ver o lance primeiro por completo, e depois analisar alguns momentos.

Inicio do lance, ainda bem próximo da área Suiça.William tem dois homens só para si. Tenta causar alguma pressão, mas como tem dois jogadores não pode fazer mais.

A bola é levada em progressão pelo pé por um dos médios helvéticos, e João Moutinho encaminha-se na sua direcção para fazer o acompanhamento. William Carvalho bem acompanha o jogador que apoiava o suíço mantendo-se na sua frente. Reparem agora em Bernardo Silva que está na linha de acompanhamento ao lateral, e parece iniciar a corrida. Totalmente colocado à direita está Cédric Soares que também começará a recuperação.

Aqui podemos ver que em todo o caminho até ao nosso meio campo William foi na passada correcta. Continua a ganhar a frente ao jogador que está a marcar. Da direita portuguesa Moutinho irá tentar fazer o corte tendo já Pepe preparado para a dobra. Cédric vem ainda pela direita. Reparem agora que Bernardo Silva desapareceu. Já desistiu do lance, o que obrigará William Carvalho a não só ter de olhar para o homem que tem consigo, mas também para quem poderá vir detrás com ele.

Moutinho falhou o corte e o central não conseguiu fazer a dobra. William e Cédric ainda se tentam acercar do lance, mas o passe a rasgar toda a nossa defesa para a esquerda já tinha saído. Notem é aqui que o nosso central do lado esquerdo está bem colocado, mas o lateral devia estar mais aberto para acompanhar o extremo suíço. Ou em alternativa um dos médios devia ter baixo.

Das unidades da frente o único que já desce, e se vê a meio campo é Adrien Silva. Bernardo Silva desistiu mesmo do lance, e Éder e Nani não chegaram a recuperar da acção ofensiva anterior.

E quando sai o cruzamento está em zona de bloqueio, para impedir a chegada de um médio que venha de trás. Caso a bola saia para o jogador que eventualmente marcará o golo o marcador directo seria Cédric Soares.

A bola é bem endereçada para o Suiço, entre William e Cédric, e o ambos se tentam fazer ao lance. Aqui William se fosse um jogador mais rápido podia tentar importunar melhor o avançado, mas nestes lances quem deverá sair à bola é sempre o defesa que se encontra de frente para esta. Sendo o jogador que está de lado o risco de carrinho com falta é muito superior.

Ou seja, apesar de não ser um jogador rápido estava bem colocado em todos os momentos do lance. Desde a saída da bola na grande área Suiça até ao fim do lance na nossa grande área. Para quem é assim tão lento como querem fazer parecer é um feito.

Podia ter sido mais lesto na abordagem final ao lance? Talvez, mas havia o risco de entrando de lado cometer penalti,

Se querem culpados no entanto se calhar é melhor analisar estas questões.

Primeiro, porque é que Fernando Santos deixa os dois defesas laterais a subir a todo o terreno ao mesmo tempo, ficando com uma defesa a dois, e considerando que o nosso médio defensivo é um construtor de jogo recuado e não um cabeça de área como Danilo.

Segundo, o grande erro foi no momento de Moutinho tentar o corte não o fazer mais impetuoso. Ou ganhava a bola ali, ou travava com falta, tendo mais quatro jogadores com ele nunca seria mais que cartão amarelo, e até desse podia ser safo.

Terceiro, porque raio Bernardo Silva desiste do lance, e não acompanha permitindo a William ficar com um homem apenas para se preocupar?

Mas já sei que William tem sempre um alvo nas costas. Eu por mim só o quero ver muitos anos de verde e branco. E aí tem tido a equipa toda tão bem posicionada como ele, e isso faz a diferença.

 

 

Vergonha do caso Sócrates será tentada pelo Benfica por certo

3
Hoje vivemos um dia negro na história da justiça em Portugal. Todos ouvimos as escutas de José Sócrates, todos sabemos o que se passou,...

E agora? Continuamos jogo a jogo

1
Tenho visto muitos Sportinguistas alarmados após a última jornada, em que frente ao Moreirense, com claro azar, empatamos a uma bola perdendo efectivamente dois...

Partiu a Voz do Sporting – Até sempre Maria José Valério

0
Hoje o dia começou com uma notícia triste. A voz do Sporting, Maria José Valério, faleceu, vitima de COVID-19. Lembro-me bem a crescer a ouvir...

A centralização dos direitos televisivos chegou

0
A centralização dos direitos televisivos chegou. Já há muito que devia ter chegado, mas antes mais tarde que nunca. Honra seja feita a Pedro Proença,...
video árbitro

Primeiro golo do Porto é ilegal. Porque o VAR não invalidou?

2
O roubo de ontem nos Barreiros, onde deu uma vitória forjada ao Porto, teve obviamente três pontos chave. A não mostragem do amarelo ao...

5 COMENTÁRIOS

  1. Concordo quase em absoluto. William esteve sempre bem posicionado ao longo do lance. A eventual questão a colocar seria a falta de agressividade. Há uma sucessão de erros defensivos (com mérito do adversário) que desposiciona a defesa e no final é o Cédric que acaba por falhar. Deixo só outra questão: onde está o menino Raphael?

  2. Cédric estava muito adiantado e chegou a tempo à área, depois posicionou-se pessimamente. Raphael estava muito mal posicionado aquando do passe para a direita do ataque suíço. Moutinho foi um mansinho na tentativa de desarme e no início do lance estava mal posicionado, pois aquele jogador que levou a bola era da responsabilidade dele e William aponta isso no início do lance. O Bernardo tirando um ou dois detalhes não produziu nada em prol da equipa e raramente defendia, perdemos o jogo porque o Bernardo jogou em vez do João Mário, com o João Mário em campo este lance provavelmente não teria sido golo. Éder, sendo o homem mais avançado não tinha de defender, mas o Nani, sendo rápido, podia ter dado uma mãozinha. Na minha opinião todos falharam neste lance, menos o Éder e o Rui Patrício, mas o mais grave foi, num contra-ataque, terem permanecido três/quatro jogadores portugueses no meio-campo suíço (até o Adrien demorou a baixar). Isso sim é grave.

  3. Não sigo muito os jogos da selecção porque o treinador Santos arranja sempre forma de complicar o que é simples. E confunde fé com fézada. Continuo a dizer – fomos campeões europeus apesar dele e não por causa dele.
    Ainda assim vi este lance e no momento fiquei exactamente com a opinião aqui descrita. O William acompanha o lance, não pode entrar à queima sob pena de ou cometer falta ou deixar completamente desguarnecida a entrada da área. No entanto poderia e deveria ter sido mais pressionante. As críticas também servem para que se melhore. O William não fez nada de errado, mas poderia ter feito mais e é uma das falhas que deverá corrigir, a intensidade defensiva, uma maior agressividade, não ser tão passivo. Sei que é um jogador posicional e isso pode ser confundido com passividade, mas neste caso poderia ter encostado mais rápido.
    Ainda assim, se foi por isto que Portugal sofreu um golo, não foi por ele que Portugal perdeu o jogo. Na frente o Éder continua a ser um equívoco e é nulo na pressão a quem transporta a bola (marcou o golo do Europeu, é certo, mas um relógio parado dá as horas certas duas vezes por dia – ele que veja vídeos do Slimani), o Nani levou muita fruta, mas esteve sempre sozinho a fazer transições, o Bernardo é bom moço e tem jeito, mas em termos de intensidade de jogo falha e também não o vi a pensar o jogo entre linhas, o Moutinho é útil para muitos jogos, mas para este não era o adequado (falta de capacidade de choque a meio campo). Se ao menos o Santos tivesse o João Mário (ou um André André) no banco para fazer aquele trabalho de vir da direita para o meio que o Bernardo não soube fazer, se houvesse um avançado inteligente e rápido como o André Silva…
    Mas a culpa é do William, claro. E não do tosco do treinador.

  4. Depois de ter dado um pouco mais de pensamento a este tema, retiro uma reflexão favorável. Se o William tem que fazer asneiras, que sejam ao serviço da selecção e não do Sporting e que aprenda e as corrija. Toca a treinar mais essa velocidade e a ser mais pressionante nestas situações. E a demonstrar já amanhã quem é o Sir William e o que é capaz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar