Terça-feira, Novembro 29, 2022
InícioAnáliseJogosComo vamos ao Clássico de hoje com o Porto?

Como vamos ao Clássico de hoje com o Porto?

Já fui a inúmeros clássicos infelizmente onde achava que era mais provável não ganhar do que conseguir fazê-lo. E infelizmente hoje é um desses dias, mas não será por isso que não estarei presente.

O Porto mesmo não estando a jogar um futebol fenomenal tem melhorado recentemente, e a crescente preponderância de Nakajima no onze tem estabilizado os processos criativos no último terço. Não tendo sequer um seis de raiz no nosso plantel irá ser um problema acrescido para este tipo de confronto, e para bloquear quer as incursões no centro de Nakajima quer a subida dos médios centros adversários.

Claro que não é um jogo perdido à partida, e desde que consigamos colocar a raça em campo, aliada a um pensamento táctico eficaz, poderemos tirar vantagem.

Ver que Pedro Mendes jogou ontem nos sub23, ficando por isso sem dois pontas de lança para este jogo de novo, telegrafa a Sérgio Conceição que não deverá ser Luiz Phellype o titular. Isto pode ser uma indicação que Bolasie e Vietto, ou Jesé, entrarão como par de pontas soltas municiadas por Bruno Fernandes num 442 dinâmico.

Mas claro que eu como eterno apoiante de arriscar em miúdos tenho a secreta esperança de ver Plata lançado nesse lugar. A forma como no último jogo recebeu com um pé e rematou com o outro dentro da área deixou-me água na boca, e sabendo que é mais rápido que qualquer um dos outros, deixa-me a pensar que ele solto na frente com Vietto e Bruno Fernandes nas costas deles talvez tivesse um resultado engraçado.

Este é também um daqueles jogos em que caso em que pare reforço defensivo podemos ver Borja a assumir a lateral esquerda subindo Acuña para a parte mais ofensiva do flanco.

Um meio campo com faca nos dentes

Será importante neste jogo no entanto ter pessoas no meio campo com garra e atitude, além de tudo o resto.

Doumbia pode ter energia e vontade, mas não sei se será o suficiente para este tipo de jogo. Idealmente seria o jogo de regresso de Battaglia, mas não sei se estará já pronto. Sabendo que Wendel é mais mole, mas que fará falta no onze, e Bruno pisará terrenos mais à frente, faz falta um ou dois médios mais enérgicos.

Se Acuña subir por um dos flancos teremos já esse reforço no miolo, mas não sei se não preferiria Miguel Luís a juntar-se aos outros, mesmo sabendo das suas limitações, em vez de Eduardo ou Doumbia. Mesmo sabendo que isso significaria jogar sem um seis, mas um par de oitos mais recuados. Assim Bruno descairia mais para a direita, como João Mário fazia, enquanto que Acuña compensaria pela esquerda.

Quando a Max tenho plena confiança nele. Mesmo sabendo que não é impossível que um jovem como ele num jogo destes tenha um azar, fará parte da aprendizagem e acho que já trás mais a cada jogo que Renan.

A Curva Sul no Clássico

Pelo que circula nas redes sociais, e não consegui perceber se era verdade ou não, estiveram à venda para não sócios bilhetes para a Curva Sul. Se isto aconteceu realmente podemos ter um problema de segurança grave em Alvalade e caso aconteça algo terão de ser chamados à responsabilidade os dirigentes do clube.

Espero, no entanto, que tenha sido apenas alarido das redes sobre algo que se percebeu mal. Confirmado está no entanto que estiveram à venda para não sócios bilhetes para muitos outros sectores e com alguma adesão, e como tal é provável que tenhamos neste clássico uma percentagem de adeptos do Porto muito maior que no passado recente. É de lembrar a todos os Sportinguistas que é nossa obrigação receber de forma condigna qualquer adversário em campo, e que devemos manter a calma e evitar confrontos.

E claro, brindar os visitantes com uma derrota do seu clube e uma dose de positiva azia de regresso à sua Cidade do Porto onde também existem muitos Sportinguistas.

Trincão é a imagem de uma equipa perdida.

0
Estou completamente farto de Francisco Trincão. Um jogador deambula entre a vontade de fazer mais uma fintazinha para o Youtube e o poder de...

Rúben Amorim e o que começa a parecer a história de Paulo Bento

1
Há uns dias, após a vergonha passada frente ao Marselha em Alvalade, estive para fazer um texto a comparar Paulo Bento e Rúben Amorim....

O que dizer do fim do Futebol de Praia do Sporting?

1
Lembro-me bem dos grandes jogos de Futebol de Praia que nos agarravam à televisão no final dos anos 90, e início da década de...
mercado de transferências

O que tem de ser feito até ao fim do mercado para ainda sonhar?

O jogo do passado sábado terá de ser visto para toda a equipa técnica e directiva como um enorme abre olhos. O Sporting precisa...

O que se passou ontem com Rúben Amorim?

0
Gosto muito de Rúben Amorim, e é o melhor treinador que já vi treinar o Sporting.  A forma que pegou na equipa sem medo, de...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar