Domingo, Agosto 18, 2019
Início Análise Confrontos com a verdade Braga mostra como funciona polvo do Benfica

Braga mostra como funciona polvo do Benfica

De há muitos anos para cá que a subserviência do Sporting Clube de Braga de António Salvador ao Benfica de Luís Filipe Vieira e Jorge Mendes  é algo que só não é visto por quem não quer ver. Como tal fiquei espantado ao ver o comunicado abaixo do Braga em que demonstram uma das faces do polvo Benfiquista, e que podemos observar como financiamento do tal Jogo da Mala encapotado.

Leiam com atenção.


A SC Braga, SAD informa, para conclusão de um processo que ganhou dimensão pública ao longo das últimas semanas, que desistiu da contratação do jogador Guilherme Schettine, não obstante a vontade do atleta em transferir-se para o SC Braga – conforme revelado à Comunicação Social pelo próprio – e o cumprimento, por parte desta Sociedade, das condições impostas pelo CD Santa Clara para a transferência do avançado brasileiro.

A conjugação destes factos torna este desfecho absolutamente inusitado, razão pela qual o SC Braga se reserva o dever de denúncia das situações verificadas ao longo deste processo e que, de resto, se têm revelado recorrentes no futebol português, repetindo-se protagonistas num enredo que denuncia quem detém o poder e quem a ele se deixa subjugar.

No que a factos diz respeito, importa reter a seguinte cronologia:

  • Em inícios de maio deste ano, o SC Braga manifestou interesse no jogador Guilherme Schettine, tendo procurado informar-se das condições para a sua contratação, através de um empresário que representou esta Sociedade nos contactos com o CD Santa Clara. O SC Braga foi informado que a SAD açoriana aceitaria negociações pelo valor de três milhões de euros, omitindo que a cláusula de rescisão é de dois milhões. Perante tal valorização, o SC Braga não concretizou o seu interesse e afastou-se de qualquer negociação;
  • Após o fecho do campeonato, o SC Braga tomou conhecimento de que o CD Santa Clara negociava o jogador com o SL Benfica por 1,5 milhões de euros. O avançado permaneceria, porém, no plantel do CD Santa Clara;
  • A 29 de julho, o SC Braga foi informado pelos representantes do jogador que Guilherme Schettine rejeitava a transferência para o SL Benfica, por entender que desportivamente não era a opção que melhor servia as suas ambições imediatas. Nesse cenário, o SC Braga reiterou o seu interesse, após saber pelos empresários de Schettine que havia o compromisso por parte do CD Santa Clara de negociar o avançado pelos mesmos valores discutidos com o SL Benfica;
  • A 31 de julho, os empresários de Schettine contactaram o Administrador do CD Santa Clara, Diogo Boa Alma, confirmando quais as condições impostas para a negociação, independentemente do clube que apresentasse a proposta. Foi informado pelo Administrador Diogo Boa Alma que seria aceite qualquer proposta de 1,5 milhões de euros. Há registos áudio e um email que comprovam esta tomada de posição por parte do CD Santa Clara;
  • Informado das condições, o SC Braga concordou com as mesmas e, nesse mesmo dia, formalizou uma proposta que satisfazia as pretensões do CD Santa Clara. Tal proposta, enviada de forma oficial, não obteve qualquer resposta;
  • A 1 de agosto, o CD Santa Clara contactou o jogador e os seus representantes para a marcação de uma reunião, no dia seguinte, em Lisboa, com os responsáveis do SL Benfica. Guilherme Schettine e os seus empresários recusaram reunir;
  • Perante a ausência de resposta do CD Santa Clara à proposta apresentada pelo SC Braga, o Presidente António Salvador contactou diretamente o Administrador Diogo Boa Alma, que afirmou que não negociaria com o SC Braga por ter um compromisso pessoal para colocar o jogador no SL Benfica e por temer represálias, remetendo para a cláusula de rescisão e assim faltando à palavra dada aos representantes do jogador;
  • A 2 de agosto, e apresentando-se como representante dos interesses do SL Benfica, José Luís Gonçalves (ex-diretor de futebol do CD Aves) entrou em contacto com o empresário do jogador, Javier Rangel, pedindo uma reunião com o presidente do SL Benfica e garantindo que tanto Guilherme Schettine como o seu agente seriam “bem recompensados”. Tal abordagem pode ser facilmente comprovável;
  • Perante o impasse existente, por força da vontade expressa do jogador e da intransigência do CD Santa Clara, o SC Braga não pode prolongar a espera pelo desfecho da operação.

Este longo episódio, aqui denunciado, não é caso único, mas antes a demonstração de uma realidade profundamente entranhada: o futebol português transformou-se num teatro de marionetas.

Sociedades que deviam competir num plano de igualdade resignam-se a uma lógica vertical de influências, na qual “manda quem pode e obedece quem tem juízo” e onde se multiplicam operações que escapam à lógica desportiva, se inflacionam de forma especulativa os valores do mercado e se impede que outros clubes possam reforçar-se.

A fachada do futebol de um País que tem uma Federação tão pujante e uma Liga que se apresenta cada vez mais sustentável esconde a pobreza de um edifício de campeonatos profissionais onde competem clubes tão dependentes de uma mão que as alimente política e financeiramente e tão permeáveis a influências externas, não pela sua falta de grandeza institucional, mas pela pequenez de alguns dos seus dirigentes.

No futebol português, de boas almas está o inferno cheio!


Uma descrição complete como esta deixa pouco por dizer. O modus operandi apenas prova aquilo que já muitos de nós suponhamos e deixa transparecer a podridão do nosso futebol e como o Benfica conseguiu os títulos dos últimos anos.

Claro que outra pergunta que surge é o porque de finalmente o Braga se mostrar contra isto. Acha mesmo que chegou a altura de tentar uma aproximação competitiva aos grandes? Poderá ser, finalmente têm um treinador forte para juntar a um plantel que tem evoluído de forma consistente e podem fazer estragos mesmo que não lutem pelo título.

Não deixa no entanto de ser possível acreditar na teoria que entretanto toda a máquina de propaganda benfiquista, oficial e não oficial, começou a fazer correr de repente: a aproximação ao Porto de Pinto da Costa.

Seja qual for o motivo este é grave e demonstra muito do que de errado está no futebol Português. E curioso declarações desta gravidade só ocuparem pequenas caixas nas capas dos três jornais desportivos do dia.

Sporting confirma venda de Dost ao Frankfurt. Triste, mas verdade

Ao mesmo tempo que saiu a lista dos convocados para o jogo de amanhã frente ao Braga surge também a confirmação da...
Wendel

Boa entrevista de Wendel para site brasileiro

Wendel é um jogador que aprecio muito, e foi publica a minha estupefacção quando nem Jorge Jesus nem José Peseiro o utilizaram...
Ricky Van Wolfswinkel

Muita força Ricky Van Wolfswinkel

Recentemente a falar com alguns amigos sobre hipotéticos regressos de atacantes ao Sporting disse que para mim preferia o regresso de Ricky...
mercado de transferências

Qual a posição mais necessitada de um reforço no Sporting?

Nesta fase de inicio de temporada começamos todos a olhar para o plantel que temos e o que gostaríamos de ter. E começa a...
Salvador Vieira

Braga mostra como funciona polvo do Benfica

De há muitos anos para cá que a subserviência do Sporting Clube de Braga de António Salvador ao Benfica de Luís Filipe Vieira e...

5 COMENTÁRIOS

  1. Parece que as obras acabaram no Seixal para a empresa do Salvador,pois aquilo que parecia a muito só agora e denuncia. Lá diz e velho ditado”Zangan-se as comadres sabem – se as verdades”

  2. Eu acho que vocês são é doentes.
    O Braga já falou no campeonato de 2009/2010
    O Braga já denunciou o Benfica no caso Djavan.
    O Braga já denunciou o Benfica no caso Candeias
    O Braga já denunciou o Benfica no caso dos três moídos do Leixões. Vocês só agora é que acordaram? Porquê? Porque não convinha às vossas fábulas? Aos vossos delírios mentais? Às vossas necessidades de justificar falhanços consecutivos nas vossas lutas?
    Ficam já aqui a saber uma coisa. O clube mais odiado rm Braga é precisamente o Benfica. Epah, cresçam.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar