Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
InícioAnáliseClubeAté o caso Marega foi trazido para a Guerra Civil do Sporting

Até o caso Marega foi trazido para a Guerra Civil do Sporting

Hoje Marega foi vítima de um episódio racista que o levou a sair do campo forçando uma substituição, quando o árbitro da partida se esquivou de fazer o que estava correcto.

Passado pouco tempo vejo um comunicado do Sporting surgir nas redes sociais solidarizando-se com o atleta e rejeitando qualquer forma de racismo. Gostei de ver a pronta reacção, e defendo sempre que assim seja.

Entretanto começo a ver benfiquistas a fazerem tristes figuras questionando o que teria provocado Marega ou fazendo menção a casos anteriores para dizer que o seu clube era mais vítima que os outros. O costume, e que me faz sempre rir um bocado com tamanha parvoíce.

Estava divertido nessa fase quando de repente começo a ver reacções de vários Sportinguistas alinhados com esta direcção a criticar ferozmente as claques, não do Vitória, mas as claques no geral. A pegarem no seu cavalo de batalha recorrente e começarem um chorrilho contra as claques, até as suas especialmente a Juventude Leonina. E de repente um bom comunicado do Sporting pegava em clima de guerra civil de novo.

Mas não ficou por aqui, porque não há apenas um lado nesta guerra civil do Sporting, e de repente começam a chover reacções de pessoas que contestam Frederico Varandas questionando a reacção pronta desta vez ao contrário de outro caso em que a vítima foi um adepto Sportinguista. E de repente já era a direcção fonte de todos os problemas. E mesmo que tenham estado mal de outras vezes não torna menos bem esta condenação do acto de hoje.

Até num simples caso de racismo, que foi, e bem, condenado pelo Sporting de repente tudo se vira de novo para dentro na guerra civil sem quartel que vivemos. Já não há paciência para isto.

Frederico Varandas anuncia a Rui Santos que será candidato ao Sporting

1
Na entrevista que decorre agora na CNN com Rui Santos uma das primeiras perguntas feitas a Frederico Varandas foi se seria ou não candidato....

Como comparar o lance de Mbemba e Daniel Bragança?

0
Ontem tivemos uma expulsão, que não condicionou o resultado do jogo, a Daniel Bragança. No meio da confusão de um lance acaba por pisar...

Hoje algo me chateou mais do que perder contra o Santa Clara

2
Odeio perder jogos no campeonato português contra equipas que se fecham durante 90 minutos, evitam jogar futebol, passam o tempo no chão e acabam...

O maior desafio do Sporting 2022 será manter Rúben Amorim

1
Quando se faz textos de abertura de ano é normal que o grande tema seja qual será o maior para esse ano. Para o...

Esgaio e Porro de fora, o que esperar agora de Gonçalo Esteves?

0
Um dos melhores movimentos do mercado, e devidamente elogiado por aqui, foi a contratação de Gonçalo Esteves ao Porto, a custo zero. Veio atraído...

3 COMENTÁRIOS

  1. Sporting meu filho… Sporting é que temos que falar. Que cada dia que passa parece que o buraco está maior. O racismo é dar.mos importância a pessoal de terceiro mundo que se comportam como animais… A justiça é o governo e a liga é que tem que atuar… Não os media. É a minha opiniao

    • Verdade. O problema é quando estas coisas começam a ser um problema cultural. Quem é que nunca assistiu estes insultos num estádio? Hoje em dia a maioria das pessoas são bem comportadas em sociedade, quando entram num estádio vale tudo. Como se isso servisse de desculpa para ofender e denegrir o próximo só por vestir uma camisola diferente do Sporting. Há quem possa dizer que é brincadeira e que vivemos num país é livre de dizer aquilo que pensamos e o que fazemos e aí sim quem infringir deve ser condenado dentro ou fora do estádio. Se os clubes podiam fazer mais? Claro que podiam, reforçar com câmaras e serem denunciantes e quem sabe expulsar. Olhem o shalke foi punido severamente pela federação acabou por agradecer a mesma. Já na Rússia o Zenit a própria claque/adeptos protestaram por existir jogadores negros na equipa e não vi qualquer censura a isso. Aí tratando-se de um país peculiar o exemplo devia de vir com a UEFA a proibir o Zenit das competições europeias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar