Sábado, Dezembro 5, 2020
Início Análise Jogos Algumas notas sobre o Portimonense Sporting

Algumas notas sobre o Portimonense Sporting

Ontem vi com atenção toda a partida entre o Sporting e o Portimonense, especailmente para ver os nossos novos jogadores, como sempre nesta fase da temporada, e para perceber qual a formulação táctica que iremos trabalhar.

Resumo via Canal Oficial do Sporting

Na primeira parte de reforços tivemos logo direito a ver Nuno Santos, Antunes, Porro e Feddal.

Reforços da primeira parte

De Feddal não vi grande coisa, algumas abordagens complicadas a lances, tal como no lance do penalti que serviu para o apresentar a uma arbitragem à portuguesa, pois na realidade não existe qualquer falta.

Antunes tentou um par de bons cruzamentos, mas não sei se será suficiente para algo mais que um bom suplente. Esteve certo no que fez, mas tal como me lembrava dele não tem nem uma velocidade acima da média nem poder de drible, o que num lateral para um sistema deste tipo acaba por ser uma limitação séria.

Porro pareceu-me tentar encaixar bem tacticamente neste esquema, mas claramente que as combinações tentadas seja com Wendel, seja com Plata, seja com Rodrigo Fernandes foram falhando. Mas sinceramente pareceu mais por falhas deles do que por mau jogo de Porro.

Já Nuno Santos teve uma estreia positiva, com bons pormenores, mas acima de tudo uma vontade de assumir lances e uma disponibilidade para defender sempre presente. Tem tudo para se tornar das principais figuras da equipa.

Os restantes titulares e Adán

Dos nomes que transitaram do ano anterior, Wendel esteve muito apagado e trapalhão, tirando um lance em que serviu de forma perfeita Plata que falhou displicentemente. Plata esse que ainda esteve mais apagado e trapalhão que Wendel.

Ao lado de Wendel esteve Rodrigo Fernandes, que apesar de se tentar colocar bem em campo esteve constatemente sem conseguir executar duas jogadas seguidas bem. Pontos perdidos por um jovem que até aprecio muito.

Sporar esteve sozinho, e das poucas vezes que teve bola perto da área ainda sacou o penalto que converteu. Bem Coates, e Neto no seu estilo habitual não comprometeu, mesmo não tendo entusiasmado

Na segunda parte, entrou desde logo Adán, que só foi realmente chamado a intervir num lance, mas que o fez com toda a segurança. Sofreu golo de penalti, mas esteve genericamente muito seguro e sempre a tentar lançar bolas muito longas, o que fez com qualidade. Vai dar luta pelo lugar a Max, até porque este esteve de novo algo inseguro.

A meio da segunda parte dez substituições mudaram a equipa por completo.

Os 10 que entraram

A entrada de Nuno Mendes foi fulgorosa e mostrou que mesmo tendo apenas recentemente feito 18 anos é já o dono do lugar, e salvo alguma proposta louca do mercado será ele o nosso titular na ala esquerda. Pulmão, confiança, força, drible e uma vontade de fazer mais fazem deste miudo uma esperança muito perto de ser das maiores certezas do nosso futebol.

Outra entrada energizante foi a de Pedro Gonçalves, Pote, que veio a jogar pela esquerda do ataque, ao contrário do centro do terreno onde actuava a temporada passada no Famalicão. Inteligência na forma de jogar sem bola, velocidade e inteligência no drible e definição, mostram claramente um craque em formação. Assistiu de forma perfeita Tiago Tomás após cavalgar sozinho todo o meio campo adverário isolado por um passe magnifico de Gonçalo Inácio.

Gonçalo Inácio que entrou para central do meio, agarrando o lugar de Coates, e mesmo que tenha estado discreto defensivamente a forma como lançou os companheiros de ataque, especialmente no lance do golo, e mostrou querer lutar pelo lugar.

Quaresma e Borja, respectivamente centrais pela direita e esquerda, estiveram bem, mas sem grande serviço a mostrar, aliás como Ristovski que entrou para a ala direita.

Tiago Tomás, lançado para a ala direita do ataque, não teve muitos lances, mas a maneira como aborda o segundo poste no lance do golo, e que finaliza após passe açucarado de Pote, é certamente suficiente para nota positiva.

Jovane Cabral foi testado a ponta de lança, até porque haviam poucas alternativas, e não esteve mal, mesmo sem ser muito confiante no lugar. Confiante continua nas bolas paradas em que obrigou a defesa atenta de livre directo o guarda redes do Portimonense.

Para o fim ficam Matheus Nunes e Daniel Bragança, que fizeram muito mais e melhor que Rodrigo Fernandes e Wendel nos mesmos terrenos. Na parte mais recuada Matheus soube dar-se ao jogo e ajudar a construir, e também a lançar longo com qualidade como no lance em que isola de longa distância Nuno Mendes. E Daniel Bragança tentou ser o dinamo da equipa, gritando presente, e se Wendel insistir em dormir poderá vir a fazê-lo mas sentado no banco.

Conclusão

Um teste de pré-temporada aceitável, que tem claramente uma diferença brutal entre a primeira equipa que jogou e a segunda, estranhamente com vantagem para a segunda.

Amanhã voltaremos a jogar, desta feita contra a B-Sad e vamos ver como estarão todos, especialmente porque devem ter mais minutos os que entraram mais tarde, e melhor.

video árbitro

Benfica e Braga ganham graças à arbitragem

0
Temos ouvido muitos adeptos de outros clubes a tentar passar para o Sporting um ónus de benefício da arbitragem. Esquecem claro o pormaior de...
Vieira Maritimo

Porque o Marítimo tira o seu excelente Guarda Redes do jogo com o Benfica?

1
Hoje o Benfica tem um jogo decisivo frente ao Marítimo, e se perder ficará mesmo em quarto lugar do campeonato. Como tal era previsto...

Maradona será eterno

0
Podia começar a dissertar aqui se acho ou não que Maradona é um dos três melhores de sempre ou não, mas isso faz muito...

O Malvado Sporting goleou o Sacavanense, e eu gostei

2
O Sporting voltou ontem à competição, e regressou com uma boa exibição e triunfo. Muitos esperavam que o Sacavenense pudesse fazer a vida dura...

Carta aberta de despedida a Miguel Albuquerque

3
Caro Miguel era para ter escrito esta carta antes, mas, como a falta de textos nos últimos tempos mostra, não tem abundado tempo. No...

2 COMENTÁRIOS

  1. Quem tira notas é o Ruben Amorim. Isto são só jogos de preparação. E até agora, até com a lista de dispensas e com os lugares que foram preenchidos com as aquisições ele tem acertado. Pena que a jazida de petróleo só tenha ficado do outro lado da segunda circular.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site utiliza cookies. Mais informação

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies.

Fechar