Daniel Sampaio

Daniel Sampaio é para mim uma referência enquanto cidadão e muito especialmente enquanto Sportinguista. Considero-o mesmo uma das “reservas morais” das nossas cores, juntamente com o seu amigo Eduardo Barroso.

Dois Homens que embora tenham muitos títulos académicos, e carreiras foras de série, no Sporting não têm nada disso, apenas um amor imenso ao clube pelo qual dão tudo.

Já no passado citei Daniel Sampaio, (link, link) e mais uma vez hoje ao surgir em entrevista do Diário de Notícias surge com uma enorme lucidez. Vou citar apenas algumas passagens interessantes.

Sobre os diagnósticos de Joana Amaral Dias e Dr. Artur Torres Pereira

Falei com ele ontem antes do jogo com o FC Porto e só pelo telefonema que tivemos percebi que não estava em burnout. Dizia-me “temos de ganhar”, “vamos ganhar”, “tenho total confiança na equipa”.

Esta conversa foi uma hora antes do início do jogo. Compreendo que se tenha usado o termo burnout, já os termos perturbação da personalidade, psicopatia, personalidade narcísica… ditos por uma psicóloga e outras pessoas que apareceram na televisão dizendo que tinham consultado livros de medicina eu acho isso lamentável.

Não se pode fazer o diagnóstico de uma pessoa sem falar longamente com ela. Eu tenho 40 anos de experiência em psiquiatria e é muito raro fazer o diagnóstico ao fim de uma hora de conversa. Falar de uma pessoa que não se entrevistou clinicamente e por-lhe um diagnóstico… por exemplo outro licenciado em Medicina, o Dr. Artur Torres Pereira, disse que tinha informações de que o presidente estava muito doente.

Isto são afirmações gravíssimas porque atacam o homem. A gestão de Bruno de Carvalho é suscetível de todas as apreciações, o homem tem que ser defendido. Custam-me muito ataques à pessoa.

Sobre Bruno de Carvalho e a continuidade

Acho que a notícia da queda de Bruno de Carvalho foi manifestamente exagerada. Bruno de Carvalho não vai cair, a minha esperança é de que faça o seu mandato até ao fim.

As pessoas dizem-me uma coisa interessante “Grande presidente, dos melhores que o Sporting teve”, isto dizem as pessoas mais velhas.

Os mais novos dizem “Grande presidente, está a fazer boas coisas, mas tem um feitio… é impulsivo, comete erros”. O que eu digo a esses sócios é: “Preferem ter um presidente muito querido, muito simpático, mas que não faça obra ou preferem um presidente polémico que faça obra?”

O que se passou de 2013 a 2018… só posso dizer que fez um trabalho extraordinário. O Sporting estava para fechar. Em reuniões dos órgãos sociais em 2013 várias vezes não havia dinheiro para pagar a água e a luz. Isto é real e pode ser dito hoje. Isto era constante e depois o Sporting estava em 7.ºlugar e mudava constantemente de treinador, não falando nas modalidades que praticamente não existiam. Isto não é uma questão de dívida, os sportinguistas não devem nada a Bruno de Carvalho.

Ele fez o seu dever e fê-lo bem, de uma forma extraordinária. Equilibrou o clube financeiramente, as modalidades subiram, fez-se o pavilhão e a equipa de futebol ganhando a Taça da Liga, a Taça de Portugal e disputando o campeonato até ao fim tem que se considerar a época como positiva.

Sobre a possibilidade de uma AG de destituição do Conselho Directivo

Do meu ponto de vista foi um erro o presidente do MAG ter posto a hipótese de demissão do presidente do Conselho Diretivo. Nunca o poderia fazer, nunca dissemos isso sobre Godinho Lopes publicamente. A MAG tem é que dar voz aos sócios que por sua vez têm um caminho estatutário a seguir.

Pedem uma AG de destituição, estão no seu direito. Eu acho que essa AG não faz sentido mas é um direito da oposição, que foi humilhada em 2017 e novamente derrotada em fevereiro de 2018. Recolham assinaturas e peçam uma AG de destituição. Eu estou contra mas é um direito dos sócios.

Sobre José Maria Ricciardi e o Conselho Leonino

Conheço muito bem José Maria Ricciardi e tenho estima pessoal por ele. Penso que José Maria Ricciardi não gostou do que se passou, não penso que fosse uma razão financeira a pesar na sua saída do Conselho Leonino, que, aliás, é um órgão de completa inutilidade.

Sou completamente a favor da extinção do Conselho Leonino, não serve para nada, é uma feira de vaidades, em que as pessoas gostam muito de falar para os jornais.

Sobre o Comportamento de Jorge Jesus no processo

Muito bem, excelente comportamento, noção exata do que é ser treinador de futebol, muito ao lado dos jogadores, não falando da crise diretamente mas mostrando que era fundamental estar ao lado dos jogadores. Tenho muita consideração por Jorge Jesus, acho que é um bom treinador mas fiquei agradavelmente surpreendido.

(Superou as suas expectativas?)

Sim, superou porque teve capacidade para falar sempre, nunca se negou a falar mas nunca falou demais nem de menos, falou o essencial.

(Ao colocar-se ao lado dos jogadores, Jorge Jesus não está um bocadinho contra o presidente?)

Não, acho que se pôs do lado dos jogadores. A ideia de que o presidente está contra os jogadores e os jogadores contra o presidente… pode ter havido um período de dificuldade, não o nego, mas não penso que isso vá resultar. 

É raro concordar tanto com seja quem for. Daniel Sampaio fala bem, sem preconceitos nem medo de algumas coisas não caírem bem com uns ou outros. É um daqueles Homens sempre focados nas soluções, e não nos problemas.

E muito menos em divisionismos ou guerras. Além de que é alguém que não precisa de cargos ou tachos, e por isso fala aquilo que fala, pensa e sente. E nisso é claro que é um dos melhores.

1 COMENTÁRIO

  1. Dizer e fazer passar a ideia que a equipa joga mais depois do que o presidente fez…isso sim é irresponsável, porque muito me engano e espero me enganar mas quando a epoca terminar e a equipa esta equipa e este grupo se separar ,porque o mais certo é que uma grande parte vá embora eu quero ver onde ele vai buscar uns tão bons que em pouco tempo ganhe…..GANHE ….quero ver se aí as pessoas que aprovam agora o comportamento do presidente o vão aprovar depois….

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.