Muita gente gosta de falar da estrelinha em vitórias como a de hoje. Nada mais errado a meu ver. Hoje foi uma vitória da união e do querer, isso sim.

Uma equipa que fez asneira quando estava a ganhar por duas bolas a zero, deixando-se adormecer e descontrair. Quantas vezes vimos isto no passado? Demasiadas bem sei.

No entanto hoje vimos depois disso acontecer algo bem diferente de outras alturas. A equipa uniu-se e foi para cima com uma vontade férrea de vencer.

Engraçado ver William Carvalho, que alguns duvidavam se estava ou não comprometido com este projecto, a ser dos que mais empurrou a equipa para a frente. Mas sem deixar de ser Sir William e a continuar a pensar sempre bem o seu jogo.

A vitória, surgida num penalti indiscutível perto do fim do periodo de descontos, é bem merecida. E sorte só se for na lógica do “A sorte protege os audazes!”.

1 COMENTÁRIO

  1. “Quantas vezes vimos isto no passado? Demasiadas bem sei.”
    Amigo, no passado?
    Ainda na última jornada vimos exactamente o mesmo: a ganharmos por 2-0 ao Estoril em casa fomos para um final de jogo pelo menos tão dramático como este.
    Já não se lembra?

Deixar uma resposta