Oiço falar de Vitor Golas quase à tanto tempo como de Rui Patrício. Na época a seguir ao Marrazes agarrar a titularidade veio para Portugal, ainda com a idade de júnior, para tentar ser o futuro das redes verdes e brancas.

A cada época que passava o jovem, dois anos mais novo que Patrício, era sempre apontado como uma solução no dia em que o nosso guarda redes saísse. Claro que contanto sempre com uma opção mais rodada, como o Marcelo Boek, mas  era visto que o seu potencial iria fazer ultrapassar isso.

Faz-me lembrar um pouco o caso do Mário Felgueiras uns anos antes. Na formação foi um nome sonante, estrela em Toulon, e promessa adiada a cada ano. Agora com vinte e três anos, faz vinte e quatro ainda este ano, Golas parece cada vez mais adiado.

Os guarda redes da formação

Para piorar o caso três nomes surgem da formação.

  • Mickaël Meira – Com vinte anos o luso-francês parece ser dos que tem mais chances de agarrar um lugar a curto prazo. É jovem, mas na idade certa para ser uma aposta. Qualidade todos lhe reconhecem. Fez 12 jogos pela equipa B na época transacta, 50% dos quais ganhos pela turma de verde e branco.
  • Luís Ribeiro  –  O mais baixo dos três que falarei, mas mesmo assim com 1.85cm, e o mais velho com vinte e dois anos, foi titular da equipa B do Sporting durante grande parte da época. Fez 23 jogos onde o Sporting B ganhou 48% das vezes. Será a aposta mais segura a médio prazo, pela idade, mas também o que mais se aproxima da idade de promessa adiada. Deverá ou ficar como o terceiro guarda redes da equipa principal, ou sair por empréstimo. Mas se não tiver uma oportunidade para se mostrar em breve, a idade começará a apertar.
  • Vladimir Stojković – Apesar de nome é português natural de Leça da Palmeira. Com apenas 17 anos tem genes de guarda redes em todo o seu ADN. O pai, Vladan, foi guarda redes do Leça quando este estava na primeira liga. O tio dele foi jogador do Sporting, e quem perdeu a titularidade inesperadamente para Rui Patrício. Era um jogador com muito para dar mas fraca cabeça. O sobrinho, e homónimo, é este jovem que parece ter tudo para triunfar. Muito novo, mas também o mais alto dos três, parece ser uma das maiores promessas para a baliza nacional, e ainda tem muito tempo para provar. Mas seria interessante vê-lo a saltar etapas e começar já na equipa B este ano.

A saída a custo zero para o Braga

O que vai custar a muita gente é ver o jogador sair a custo zero para o Braga. Tal como aconteceu com o Felgueiras (se bem que neste caso com uma passagem por Portimão). Mas a verdade é que um jogador a fazer 24 anos sem experiência constante, a titular numa equipa da primeira liga de forma consecutiva, não tem quase valor de mercado.

Temos então uma fornada de novos jogadores interessantes, um suplente decente no caso de Marcelo Boek, e um guarda redes de topo na figura de Rui Patrício. Onde encaixava Golas? Sinceramente, não lhe via outra opção senão esta.

É pena ser a custo zero, mas também não haveria muito mais a fazer. Boa sorte Golas e que faças uma excelente carreira.

7 COMENTÁRIOS

  1. Pessoalmente estou convencido de que é um erro. Não sei se havia algumas contas a ajustar com o Braga mas do que vi do Golas… sempre o achei melhor do que o Marcelo que não me convence nem a tiro. Mais uma vez espero que Bruno de Carvalho saiba o que está a fazer…

  2. Esta questão dos guarda redes é mto delicada. N tenho como certo q estamos bem servidos e saindo o Patrício….Tb gostava de ver este assunto tratado. N se ganham títulos de baliza aberta basta vermos os jogos deste mundial do Brasil para ficar com essa certeza.

    • O Patrício já provou dezenas de vezes que nos vale pontos. NO caso dele estamos bem servidos.

      Agora no caso dele sair… Aí sim penso que precisamos de um novo titular. O Marcelo parece ser uma excelente pessoa, mas não acho que seja capaz de ser o titular.

      • De acordo em relação ao Patrício. O q acho é q esta época nas provas q estaremos envolvidos pode n ser suficiente além de q é uma potencial saída agora ou em janeiro e deveríamos estar preparados para o substituir. Gosto do Marcelo pelo espírito e forma como vibra mas isso pode ser pouco.

  3. Apesar de ter sido feita a contratação de Golas a custo zero por parte do Braga, creio que os responsáveis do Sporting pensaram primeiro na carreira do jovem guarda-redes e só a seguir nos números! Apesar de ter pena de não ter conseguido afirmar-se em Alvalade, será sempre acarinhado pelos Sportinguistas!

Deixar uma resposta