Ontem no jogo contra o Setúbal assistimos a uma rábula pré anunciada. Tínhamos referido na antevisão ao jogo isso mesmo, e curiosidade das curiosidades, lá aconteceu.

Marco Silva decidiu, como esclareceu por opção táctica, levar apenas dois laterais para o confronto com o Vitória. E os dois começaram o jogo a titular. Depois disso ficava à mercê da sorte, e do Olegário, para se acontecesse alguma lesão ou expulsão de um deles.

Podem alegar que Rosell faz a posição, mas a verdade é que não tem rotinas nela, e não parece ser um jogador talhado para esse lugar. Muito menos algum dos nossos extremos.

Pode ainda juntar-se a isso a tendência para lesões de Miguel Lopes. Bom jogador, mas tem tido ao longo da carreira inúmeros casos de pequenas lesões musculares. A prudência era contra esta convocatória de Marco Silva, e o problema apareceu mesmo.

Após uma entrada um pouco mais ríspida de um adversário, Miguel Lopes ficou a coxear um pouco. Isto no inicio da segunda parte. Daí até ao fim do jogo esteve sempre limitado. Nunca mais tentou um sprint, e houve situações perigosas a ocorrer do seu lado.

Num caso normal, ele seria substituído por um colega rotinado no mesmo lugar. Não o havia, e acabou por ficar em esforço o resto do jogo.

Sinceramente achei que foi desnecessário este risco, e peço a Marco Silva para o evitar da próxima vez. Um Sportinguista está habituado a sofrer, mas no que se puder evitar…

Deixar uma resposta