Há textos que lêmos e que de repente ficamos com a sensação meio invejosa de que gostariamos de ser o seu autor.

Hoje aconteceu isso com um artigo d’O Artista do Dia, vão e leiam! É claramente algo que merece ser lido.

Uma presença de sportinguistas em massa, neste momento, poderá fazer decisivamente a diferença para as portas que se abrirão para o nosso clube num futuro próximo. Se um estádio cheio passasse a ser a regra, sem em vez dos típicos 35.000 / 40.000 passassem a ser 45.000 / 50.000, para além das receitas diretas e do apoio à equipa, já viram o sinal que isso mandaria para o país, para os patrocinadores e para os agentes do futebol? Tudo isto numa altura em que a equipa de futebol demonstra uma vitalidade gigantesca, em que a construção do pavilhão está cada vez mais perto de acontecer, e em que o Sporting Clube de Portugal, enquanto força eclética, está a tomar consciência dos erros cometidos no passado e quer despertar de um pesadelo que parecia não ter fim.

(texto integral, e de leitura obrigatória, aqui)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.