Teófilo Gutierrez é o novo ponta de lança do Sporting Clube de Portugal. O avançado de 30 anos está na melhor fase da sua carreira. Sentou Jackson Martinez e Carlos Bacca, entre outros, assegurando a titularidade na selecção Colombiana na recente Copa América. Ou seja apesar de não ser um jovem parece um reforço perfeito, juntando qualidade a experiencia. Mas algo paira no ar infelizmente. O seu passado problemático na altura de decidir que já não quer pertencer mais a um clube. Chegando mesmo a haver episódios de quase fuga na Turquia. Que Teó teremos nós?

Bem, antes de mais temos de analisar o perfil do jogador. Muita técnica. Garra e espirito de luta. Remate forte e colocado. E uma estampa física aceitável com 1.80m e 73kg. Muito ao estilo de Acosta, mas mais rápido e mesmo com mais técnica. O jogador mais semelhante a actuar em Portugal neste momento a ele será o benfiquista Lima. Mas o Colombiano está num patamar claramente superior.

As questões mentais querem-me fazer parecer, tiveram a ver muito com o ambiente onde esteve inserido. Especialmente na sua passagem pela Turquia, ao serviço do Trabzonspor, não lhe permitiu lutar por lugares cimeiros, o que levou ao seu desilibrio. De notar que mesmo assim no seu último período ao serviço do emblema turco marcou 8 golos em 9 jogos. Isto antes de fazer as malas porque não queria continuar ali.

Mas penso que o Teó que teremos será um homem mais maduro, já passados cinco anos deste incidente, e com a certeza que se falhar será a sua última oportunidade de deixar marca na Europa. Se assim for poderá ter um impacto ao nível do que Acosta fez, ou até maior, e ajudar a celebrar o campeonato que tanto queremos.

Que tenha mais juízo que Jardel, outro grande ponta de lança que tivemos com problemas na cabeça, e que marque metade dos golos do Brasileiro. Se assim for, fãs leoninos não lhe faltarão!

Deixar uma resposta