Bas Dost Acuna Monaco

É conhecida a tendência de Jorge Jesus para tentar surpreender nos grandes jogos como o de hoje. Mas e se a surpresa que tem preparada para o Barcelona se chamar Bas Dost?

Plano Champions

Até agora tem sido a norma na Champions, por parte de Jorge Jesus, dar a titularidade a Doumbia, e com um sucesso que o ano passado as alternativas não lhe deram.

Como tal o esperado para hoje será o veloz avançado começar de início. Pela facilidade com que aproveita os espaços nas costas da defesa. E pelos golos que tem marcado na Champions

Motivos para mudar

Normalmente as equipas grandes têm como ponto mais fraco o espaço nas costas da sua defesa. No entanto nisso o Barcelona não é uma típica equipa grande.

Os catalães gerem o espaço como poucos, e tem jogadores rápidos a pensar e a reagir em todas as posições.

No entanto, e apesar de contar com alguns jogadores altos nas zonas mais recuadas, não são propriamente fortes no jogo aéreo.

Em bola corrida tentar centrar para Bas Dost não será linear, mas será possível, especialmente com Acuña e Gelson. Mas nas bolas paradas será com certeza uma mais valia o goleador holandês, juntando-se às torres vindas da defesa.

O Pivot Ofensivo Extra

Para além do que pode dar em termos de presença na área existe outro movimento que pode ser explorado com Dost.

O holandês evoluiu muito na posição de pivot ofensivo no último ano. E num jogo como estes colocá-lo como receptor de bolas longas da defesa é uma hipótese.

Aí tanto poderá tentar dominar a bola e esperar por apoio. Ou então lançar logo, de cabeça ou com o pé, Gelson e Acuña para o espaço vindos em velocidade.

Com tudo isto penso que neste jogo a surpresa de Jorge Jesus poderá mesmo ser usar aquele que em cenários normais já é a referência ofensiva da equipa.

Deixar uma resposta