E chega agora o tempo de enfrentar o adversário mais difícil até agora. O Chelsea é uma equipa de topo em Inglaterra, na Europa e em qualquer outro sítio. Uma das melhores equipas do mundo, e com o que é provavelmente o melhor treinador do mundo. Mas é a Liga dos Campeões e é neste palco que queremos estar para defrontar equipas como esta.

O Adversário

O Chelsea não é a típica equipa de top. Não tenta um futebol bonito ou de posse. O Chelsea tal como o seu treinador esta talhado para ganhar.

Não se importa que o adversário tenha a bola mais tempo. Importa-se sem em nunca desmanchar um centímetro da sua linha defensiva. E depois usar os seus maestros do meio campo, chefiados agora pelo genial Fabregas, para colocar bolas venenosas nos seus avançados. Rápidos, fortes fisicamente e com faro de golo.

Para piorar ainda o cenário o treinador, José Mourinho, não irá cair no erro de subestimar o Sporting. Conhece bem o clube, o campeonato e até os jogadores.

Apesar de tradicionalmente o Sporting ter um bom histórico contra equipas inglesas este parece ser o pior adversário possível.

O Sporting

Marco Silva deve saber bem ao que vai. Toda a gente conhece o Chelsea e aposto que desde o sorteio que ele tem tido mais atenção que nunca.

A grande questão será a táctica a apresentar. Num confronto contra um adversário com um grande plantel seria de pensar na alternativa de colocar Rosell ao lado de William. Jogando depois Adrien ou João Mário à frente, com Carrillo e Nani nas alas apoiando Slimani.

Outra hipótese de retenção seria colocar quatro homens de meio campo, quase num losango. Nesse caso João Mário e Adrien fariam parelha com Rosell e William. Nani e Carrillo poderiam formar uma dupla móvel, ou um deles com Slimani ou Montero.

Mas o problema deste plano passa por o Chelsea não ser uma tradicional equipa de topo. Ao não tentar ter tanta bola, colocar um meio campo forte pode não resolver tudo, e ser mais útil manter o meio campo que tão boa conta de si deu contra o Porto.

A usar três elementos no ataque o trio do último jogo dá garantias. E será para continuar. Tal como Patrício que é enorme, e este é daqueles jogos onde precisamos que o seja mesmo

O quarteto defensivo é uma questão complexa. Pessoalmente manteria todos. Os laterais pelas boas exibições. Os centrais pois acho que tirar o Maurício não deverá ser feito neste jogo. A fazer uma alteração destas não deve ser num jogo deste grau de risco.

Prognóstico

Vai ser um jogo é de uma dificuldade extrema. Vou lá estar, e vou torcer pela vitória o jogo todo. Desde que honrem a nossa camisola terão sempre o meu apoio.

Acredito que é possível ganhar. Vamos embora malta, o Sporting somos nós!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.