Para finalizar a pré-temporada o Sporting realizou ontem e hoje dois jogos no prestigiado troféu Teresa Herrera.

Uma vitória e uma derrota, ambas por 2-0, contra adversários que apesar de não serem toscos não são do nosso patamar competitivo.

No jogo de ontem defrontámos uma equipa do Sporting Gijon  muito fechada. Bloco recuado, futebol físico e sem medo de jogar feio. Ou seja como vamos defrontar em metade dos jogos do nosso campeonato. Primeira parte sem sal, e sem saber criar oportunidades. Segunda parte a recorrer ao plano B, o mesmo de Jardim, e apesar de termos criado finalmente um par de oportunidades, não finalizamos e sofremos dois golos em contra pé. Para mim o pior jogo da pré-temporada, e que tem de servir de lição.

Hoje contra o Nacional de Montevideo estivemos melhor. Mais circulação, mais criatividade, e dois golos, se bem que ambos de bola parada. Algumas das nossas fragilidades continuam evidentes, mas ganhar é sempre melhor.

No final penso que foi uma pré-temporada decente, e melhor até que as dos nossos rivais, mas que mostra em grande parte que o nosso onze inicial é aquele que  já era o ano passado. Mesmo que com nuances tácticas. De referir também que Carrillo e André Martins partiam com muitas dúvidas para esta pré-temporada, mas agora começarão a época provavelmente a titulares.

Deixar uma resposta