Benfica Árbitro arbitragem diabo

O clima de intimidação vivido pelos árbitros no estádio da Luz e suas imediações é algo que todos conhecemos.

Desde um árbitro internacional que teve os dentes partidos por um adepto do Benfica nas imediações, até um árbitro auxiliar agredido por um adepto durante o jogo, entre casos menos graves.

Esta madrugada o prédio onde vive o árbitro Vasco Santos foi alvo de vandalismo.

Comunicado do Sporting

Comunicado sobre os actos de vandalismo relacionados com o árbitro Vasco Santos

Face às notícias hoje vindas a público, o Sporting Clube de Portugal entende dizer o seguinte:

1 – Lamentamos e repudiamos os actos de vandalismo ocorridos no prédio em que reside o árbitro Vasco Santos.

2 – O Sporting Clube de Portugal tem-se batido, com resultados prácticos obtidos, por alterações no seio da arbitragem que ponham cobro aos condicionamentos a que estes agentes desportivos estavam sujeitos por via, por exemplo, da forma como eram avaliados, bem como pela introdução das novas tecnologias como ferramenta de promoção da verdade desportiva e de ajuda ao trabalho dos árbitros.

3 – O Sporting Clube de Portugal não pode por isso aceitar que, no plano externo, se exerçam formas de condicionamento e intimidação que visam exclusivamente prejudicar e influenciar o desempenho dos árbitros.

Uma condenação clara, e como sempre um prezar por tentar dar melhores condições aos árbitros.

Mas em declarações ao site do Benfica o seu director de comunicação Luís Bernardo tudo fez para incendiar ainda mais o clima.

Declarações de Luís Bernardo

“O Sport Lisboa e Benfica lamenta e repudia o ambiente de coação e intimidação sobre os árbitros e agentes desportivos que, desde o ano passado, persiste no futebol português. Este novo caso de vandalismo sobre o local de residência do árbitro Vasco Santos só surgiu como resultado das graves e constantes acusações e insinuações feitas por responsáveis do FCP e SCP. As entidades responsáveis têm que actuar”.

Isto vindo do clube com maior historial de agressões e pressões a árbitros é imprudente e extremamente grave.

Se fosse do nosso lado seriam de esperar castigos imediatos, e até greves dos árbitros.

Deixar uma resposta