Jornais Sporting Campeão Europeu

O Sporting sagrou-se ontem Campeão Europeu de Atletismo Feminino. Um feito histórico, e único no desporto Português. Nunca nenhum clube tinha-se sagrado Campeão Europeu Feminino, e mesmo no campo masculino apenas por uma vez ocorreu. E também pelo Sporting em 2000.

Com um feito histórico destes era suposto haver alguma força em divulgar por parte da imprensa. Em especial por parte dos nossos jornais desportivos diários. Vamos então ver.

A Bola

A Bola

Ora bem. Capa dedicada em primeira instância à vitória da Selecção de Futebol num amigável. O País é puxado ao futebol, e apesar disto ser pateta ainda se aceita.

No entanto custa-me ver que a um rumor de transferência aleatório tenha o mesmo destaque que o nosso título de Campeão da Europa. E ainda por cima ficando acima dele. Mas tenham calma, que A Bola até foi o melhorzinho…

Record

Record

Bem, primeiro que tudo chamada principal de capa é ao mesmo jogo amigável da Selecção.

No entanto o Sporting Campeão Europeu é mesmo a última chamada de capa. Com um tamanho de menos de cerca de um terço da notícia de uma mini lesão que mete em risco a Copa América ao guarda redes suplente do Brasil.

Claro, esse suplente joga no Benfica e tem de ser vendido para o Mendes fazer dinheiro e o Vieira pagar as dívidas abissais… Nada de novo no Record, e sabemos bem qual a sua linha editorial vermelha.

O Jogo

O Jogo

De novo a chamada principal para o amigável da Selecção. E entre os destaques secundários o nosso titulo de Campeão Europeu surge em terceiro.

Em segundo negociações de renovação de uns jogadores das camadas jovens de Carnide. E em primeiro dos destaques secundários um artigo que até parece interessante sobre estatísticas de emprestados.

Agora a verdade é que o Jornal sai todos os dias, e artigos estatisticos destes podiam ficar para o dia seguinte, com destaque de capa, para passar um titulo de Campeão Europeu à frente.

Mas é esta a tristeza da nossa imprensa desportiva. E mais uma vez o Record ganha o prémio de pior de todos.

4 COMENTÁRIOS

  1. O maior feito foi um jogador brasileiro que marcou um golo! é esse o destaque da nosso imprensa, depois dizem que é azia ou inveja, sim será esse o problema deles

  2. No jornal Público não existe qualquer referência ao feito. Surreal mesmo para um jornal que se pauta pela imparcialidade. São anedóticas estas omissões.

  3. Mas o que eu gostei mesmo foi gritar bem alto o golo do Ronaldo contra o Oblak para os vizinhos todos ouvirem. E não têm direito a resposta. Isso é que é giro ver a malta do colinho cheia de azia quando o Ronaldo tem 3 títulos da Champs e o tal Eusebio apenas 2. Já para não falar do Figo e Paulo Sousa com 2. E o Carriço que tem 3 Ligas Europas. Os jogadores que saíram do colinho coitados muitos deles nem sabem o que é ganhar títulos europeus. Curioso também a capa do jornal Público que meteu o título da champs escondida num cabeçalho. Aviso que neste jornal existe um lápis azul e vermelho que filtra muita coisa. Por exemplo não falam no Twente que desceu de divisão devido à Doyen. Também omitem as comissões que se pagam a “funcionários” do SLB e FCP nas transferências.

Deixar uma resposta