Muita gente criticou as palavras de Jorge Jesus sobre Rui Vitória antes da final da Super Taça. Não foram declarações elegantes, nada disso, mas colocou em cheque Rui Vitória ao dizer que não tinha inovado nada, apenas usado o trabalho de Jorge Jesus em toda a pré-época.

E na realidade as tácticas usadas nestas últimas semanas, e até muitas das soluções em campo, por Rui Vitória eram as de Jorge Jesus.

Depois destas declarações Rui Vitória tinha duas opções. Ou ignorava-as e continuava a usar as tácticas de Jesus, ou alteraria algo para tentar responder ao toque.

E ao contrário do que Rui Vitória disse, que ignorava as declarações de Jesus, acusou e bem o toque e isso viu-se no que onze que escalou. Olah John sobre a direita, um jovem da equipa B em vez de André Almeida. E um 4-2-3-1 em vez de um 4-4-2. E perdeu claramente em tudo o que fez.

Acho que as declarações de Jesus, ainda que deselegantes, foram uma arma que usou, e que Rui Vitória falhou claramente. O técnico da equipa de Carnide mudou, e mal, e pagou caro isso.

Mesmo não sendo fã destas coisas, desta vez resultou em pleno.

Deixar uma resposta