Marco Pina é comentador de arbitragem na CMTV. Espantem-se mesmo, mas chega a ser considerado um especialista no tema.

Olhem bem como ele define o penalti descarado contra o Benfica que ficou por marcar.

Sim basicamente disse que aquilo é um agarrão, mas como quem o sofre não cai, nem deixa de tentar jogar a bola, não é penalti.

Bem sei que do clube que ele defende o senhor Jonas mal alguém estica a mão para 1 metro da sua camisola cai logo. E que isso até é marcado penalti.

Mas chegar ao ponto de dizer que quando alguém é agarrado ter de cair para ser falta…

3 COMENTÁRIOS

  1. LOL! Isso foi exatamente o que o Manuel Machado disse, na zona de entrevistas rápidas, no final de um Sporting – U. Leiria que ficou 4-1, em que um dos golos veio precisamente de um pénalti sobre o Liedson, em que ele é agarrado, mas não chega a cair. Aí, apesar de tudo, o árbitro teve a decência de assinalar o lance.
    Uma semana depois, Pedro Proença, nos momentos finais da era Fruta, Chocolatinhos e Putaria do futebol nacional, decidiu, em pleno Estádio do Ladrão, redefinir o conceito do que constitui um atraso ao guarda-redes.

Deixar uma resposta