Record

Ontem, em jogo a contar para a Taça de Inglaterra, o VAR fez a sua estreia em Inglaterra num Brighton vs Crystal Palace.

O golo da vitória do Brighton foi marcado por Glenn Murray, e muitos jogadores do Crystal Palace ficaram a reclamar uma suposta mão.

Vejamos o lance.

É assim que o Record noticia isto:

O encontro entre Brighton e Crystal Palace, da Taça de Inglaterra, marcou a estreia do VAR em solo inglês e já com polémica. Em causa esteve o golo que valeu a passagem aos 32-avos-de-final ao conjunto da casa, marcado por Glenn Murray, mas que gerou muitos protestos.

Sim, é verdade que os jogadores protestaram. Mas se o Record fosse honesto teria também passado as declarações do treinador Roy Hodgson do Crystal Palace, o clube eliminado por este lance.

Swarbrick has seen it from a better angle and it’s not a handball. So I have to congratulate the system [VAR] and I have no complaints at all.

Ou seja, não só não tenta criar polémica nenhuma o treinador derrotado Roy Hodgson, e ainda elogia de forma clara e directa o VAR. Mas isto para o Record é transformado numa notícia negativa contra o mesmo VAR.

1 COMENTÁRIO

  1. Vindo do Record é normal.
    Ainda ontem o Record publicou um vídeo cujo título era: “João Mário foi substituído e ouviu-se enorme coro de assobios”, tratava-se do jogo Fiorentina / Inter, quando João Mário é substituido o Inter ganhava em casa da Fiorentina por um a zero, obviamente os assobios que se ouviram foram dos adeptos da Fiorentina no sentido de apressarem a saída do jogador, mas o Record do Farinha forjou logo uma notícia desonesta apenas para desvalorizar um jogador que pertenceu ao Sporting. Nada que não estejamos habituados.
    Em Camp Nou quando joga o André Gomes eles nunca ouvem nada…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.