Todos sabemos que muito do dinheiro perdido entre comissões estranhas no Benfica e que o fizeram ter o maior passivo de Portugal, e o segundo maior da peninsula ibérica, vem numa altura em que muito foi feito por esse clube em termos de construção.

Engraçado ver que Pedro Guerra na altura falou sobre isso, e que disse claramente que com Luís Filipe Vieira o clube estaria a ser vendido ao lóbi do betão.

Isto no mesmo jornal em que o mesmo Pedro Guerra em tempos denunciou, com provas, o cadastro de Luís Filipe Vieira, assaltante de camiões condenado em tribunal.

Mas sustentar aquele corpinho exige dinheiro, e o que recebe do Benfica para ser Director todos este anos da Benfica TV colocou-se acima de toda e qualquer moral que tenha tido um dia.

2 COMENTÁRIOS

  1. Pedro Guerra nunca teve moral. Ele já na altura era um cão de fila, mas para Paulo Portas. Não foi por acaso que, quando Durão Barroso foi eleito Primeiro-Ministro e Paulo Portas foi tornado Ministro da Defesa, se ele tornaria assessor de Imprensa da Bancada Parlamentar do CDS/PP. Ou seja, não muito tempo depois da publicação desse agora lendário artigo d’O Independente – que, diga-se, sempre foi uma publicação que foi tudo, mas nunca “de referência”.

  2. O Guerra foi usado, abusado e agora é deitado fora. Muito provavelmente, vai aceitar ser o bombo da festa, protegendo Vieira, tal como antes já acontecera com o Zé do Benfica, no caso Porta 18.

Deixar uma resposta