Desde que acabou o jogo de ontem entre Sporting e Benfica que assistimos a uma vergonhosa tentativa da máquina de propaganda de Carnide. Esta tenta fazer passar a imagem que o seu treinador incompetente não é o verdadeiro culpado pelas derrotas, mas uma suposta má arbitragem.

Quem viu o jogo com olhos de ver no entanto sabe bem o que se passou.

Mas fica aqui um resumo de todos os lances para desmistificar:

Minuto 4: Slimani na grande área é derrubado por Luisão que em carrinho chega primeiro á bola mas na sequência acaba por fazer com que Slimani caia na grande área. (Não há nenhuma lei de jogo que diga que o jogador não faz falta quando toca primeiro na bola);

Minuto 6: Slimani sofre falta no ataque sobre o lado esquerdo, cometida por Luisão. O árbitro manda jogar e na sequência, o contra-ataque acabaria por dar o 0-1; ESTE LANCE TEM INFLUÊNCIA POR ISSO NO RESULTADO… Ninguém fala.

Minuto 11: após falta de Guedes, Eliseu agride João Pereira chutando a bola de forma violenta contra o jogador do Sporting, quando este estava no chão. Jorge Sousa limitou-se a “avisar” Eliseu.

Minuto 13: Julio César demora a bater o pontapé de baliza, depois de demorar quase um minuto a fazê-lo, Jorge Sousa limita-se a dar um aviso verbal ao guarda-redes, já depois de este recolocar a Bola em jogo.

Minuto 17: mal Tirado o fora-de-jogo a Joao Pereira que está em linha com o último defensor. João Pereira estava já isolado sobre o corredor e é cortado assim pelo árbitro, um lance perigoso do ataque do Sporting.

Minuto 24: falta de Luisão sobre Slimani que empurra o argelino na entrada da área, no mesmo minuto e na sequência do lance, já descaído sobre o lado direito do ataque, é Jardel que faz obstrução sobre o argelino. Num e noutro lance, Jorge Sousa manda jogar. Seriam dois lances de bola parada potencialmente perigosos.

Minuto 33: os calções de Julio César tinham um ligeiro rasgão, e para queimar “tempo”, Julio César com suas próprias mãos rasga ainda mais os mesmos. Depois de já ter sido avisado, deveria ter levado mais uma vez amarelo por retardar propositadamente o reinício do jogo. O choque com Slimani que magoa a perna do brasileiro, é involuntário. Foi ainda assim assinalada falta que depois na reposição é marcada como se fosse um pontapé de baliza.

Minuto 35: Jardel vê um amarelo “alaranjado”. Esta decisão aceita-se mas não se esqueçam dela para daqui a pouco; 😉

Minuto 38: diz na lei que um jogador que pede amostragem de amarelo ao árbitro tem de ver ele amarelo. Samaris pediu ostensivamente na cara de Jorge Sousa amarelo para uma falta cometida por Ewerton. Jorge Sousa não deu nada ao grego.

Minuto 42: Silvio domina a bola com o braço dentro do meio campo do Benfica. Árbitro manda jogar. Sport TV nem se dá ao trabalho de passar a repetição da recepção de Silvio na TV. Mas quem esteve no estádio viu claramente que a mão marota do Silvio recebe a bola e corta o ataque dos leões.

Minuto 45+2: Silvio entra de sola sobre Adrien logo após o golo do empate. Mais um amarelo “alaranjado”.

Minuto 51: situação de contra ataque para o Sporting. Sem bola, Jardel faz obstrução a Adrien, cortando assim o movimento de diagonal do médio do Sporting que procurava aproveitar uma situação de 5 jogadores do Sporting contra 3 defesas. Jardel, já com amarelo, teria de ser expulso após o árbitro ter dado a lei da vantagem. INFLUENCIA DIRETA NO RESULTADO.

Minuto 57: não viu a falta sem bola dd Jardel sobre Adrien mas num canto a favor do Sporting consegue ver um lance idêntico em que é Adrien a fazer falta sobre um adversário. Dualidade de critérios gritante.

Minuto 59: Jefferson limita se a jogar a bola, é pontapeado por Gaitan. A falta foi marcada, mas a favor dos visitantes quando quem fez falta foi Gaitan.

Minuto 61: aquele que estava a ser o melhor jogador em campo da equipa visitante (taticamente e exibicionalmente), Pizzi, é substituído. Sobre isto, sim deviam de se queixar eles.

Minuto 62: Queixam-se de pênalti de Patricio sobre Gaitan. Patricio nem toca no argentino. Portanto não há NADA. Simulação clara e amarelo bem mostrado. Queixam-se de quê?

Minuto 64: André Almeida agride Ruiz. Nem sequer se preocupa a jogar ou chegar a bola. Amarelo alaranjado. Mais um.

Minuto 69: já amarelado, Talisca joga a bola com a mão e tenta enganar o árbitro. Falta assinalada, mas na lei diz que jogar com a mão da direito a amarelo. Talisca devia ter ido tomar banho mais cedo.

Minuto 70: Gelson cai na área. Não há falta de Eliseu a provocar a queda, mas já com o jogador do Sporting no chão Eliseu pontapeia propositadamente a cabeça do jogador leonino. Já o tinha feito ao minuto 11. Aproveitar-se de um jogador no chão para o agredir. Mais uma vez, passou impune.

Minuto 83: Slimani empurrado por Samaris e André Almeida na área dos visitantes. Árbitro entende dar amarelo a Slimani quando deveria ter marcado pênalti para o Sporting. O argelino foi “ensandwichado” pelos dois adversários. O gesto de Samaris é ostensivo. Utiliza as duas mãos pra empurrado o adversário. Lance que podia decidir o jogo, logo, INFLUÊNCIA DIRETA NO RESULTADO

Minuto 90: Julio César faz pênalti sobre Ruiz. É verdade que o jogador do Sporting estava em posição de fora de jogo. Mas se não marca o fora de jogo e até assinala canto para o Sporting, tem de ver a entrada de “sola” do guarda redes brasileiro sobre o costa riquenho dos leões. Como Ruiz até estava adiantado não vou discutir o pênalti. Vou sim dizer que o grego Samaris e o guarda redes Julio César não têm que ir ter com Ruiz para o agredir. O jogador do Sporting, que estava no chão, pra lhe darem uns “mimos” na cara. Duas agressões que passaram impunes, mais uma vez com o jogador do Sporting no chão. No mínimo deveria ter sido mostrados cartões amarelos aos dois jogadores dos visitantes. Sport TV nem mostra as agressões com câmera aproximada.

Minuto 106: Slimani ficava isolado na cara de Julio César. Bertino Miranda, árbitro assistente, assinala fora de jogo ao argelino quando este está em linha com o último defesa adversário.

Minuto 110: depois de ser um dos mais faltosos jogadores da equipa visitante, com algumas agressões pelo meio, só houve coragem para amarelar Samaris ao minuto 110.

Minuto 112: Samaris é expulso. Mais deveriam ter sido pela forma como protestaram com o assistente. Não foi um jogador que meteu Slimani em jogo. Foram dois. O golo é limpo. Queixavam-se de quê?

Minuto 119: Eliseu entra de sola sobre Gelson. Nem amarelo viu.

Minuto 120: Jonas agride João Mário, faz falta e vê amarelo. Na sequência… Mais uma vez Eliseu aproveita João Mário no chão para chutar a bola contra o jovem do Sporting. Como já tinha feito com João Pereira e quando pisou a cabeça de Gelson. Nem amarelo viu… Vale tudo para os jogadores que estão no chão.

Esta listagem foi realizada pelo Sporting Adeptos, uma excelente página de Facebook que vale a pena visitar, e claro fazer o gosto.

PARTILHA E DE NUNCIA

3 COMENTÁRIOS

  1. Excelente resumo da actuação do salgueiros de carnide em Alvalade!
    Enfim, tal como quando levaram 3 secos, foram largamente beneficiados pela arbitragem e ainda têm a lata de ser vir queixar… é o desespero total!
    SL
    Lanterna Verde

  2. O carnide ganhou quase tudo a dar prendas aos árbitros, acabaram as prendas agora vê-se Merda de clube que é (bailando)3seguidas estou farto de ouvir falar de Merda bi à arbitragem campeões de prendas

Deixar uma resposta