Nesta altura em que o plantel segue viagem para a Suíça vai ficando fácil de saber quem foi dispensado dos planos para a próxima temporada.

Claro que dispensado não quer dizer dispensado a custo zero. Mas são cinco jogadores com os quais o Sporting não conta, e que quer faazer alguma poupança ou mesmo encaixe.

Ezequiel Schelotto

Foi um bom jogador nestas temporadas que fez de leão ao peito. Ao contrário de muitos dos nossos atletas que sofreram crises de falta de confiança Schelotto teve sempre o problema oposto.

Um jogador decente, fisicamente muito forte, mas que não é assim tão barato para um jogador que não será titular indiscutível. E pelos valores que se falam, 4 Milhões de Euros, para a valorização do seu passe poderá ser uma venda interessante.

Marvin Zeegelaar

Marvin não ganha tanto como Schelloto, mas rendeu menos ainda. E tinha até tudo para dar certo.

Mas o internacional Holandês ainda continua a ter muito mercado, especialmente no seu país e também em Inglaterra. Segundo consta poderá abandonar o Sporting por um valor na ordem dos 4.5 Milhões de Euros.

Douglas

Como quarto central a verdade é que Douglas não comprometeu. Este ano, com o plantel actual, até pode passar de quarto para quinto.

Assim não faz o minimo sentido manter o jogador, e se houver algum interesse que pague o que custou deve sair de imediato. Sendo que é possivel que seja algum negócio de empréstimo com opção de compra.

Luc Castaignos

Um problema de falta de confiança arrasta Luc Castaignos para um limbo que não o vejo sair mantendo-se no Sporting.

Não deixa de ser um jogador interessante e ainda jovem. E como foi barato talvez seja possível recuperar o investimento. Provavelmente num empréstimo com opção de compra, ou uma colocação na nossa primeira liga.

Bryan Ruiz

Desde que falhou o golo em Alvalade frente ao Benfica nunca mais se reencontrou com a confiança necessária para jogar ao mais alto nível no Sporting.

Já em Janeiro defendi a sua saída, e agora então tenho plena noção que não vale mesmo a pena continuar.

A classe existe, o talento também, mas neste momento é o melhor para todos a separação. Falam em cinco milhões de euros como o valor pedido, e os mercados asiáticos e norte americanos surgem como potenciais destinos.

1 COMENTÁRIO

Deixar uma resposta