Sábado tivemos mais uma derrota. Sim, bem sei que o resultado oficial é o empate, mas para mim perder pontos assim é sempre uma derrota. E depois disto muita gente vem falando aqui e ali mal de Marco Silva. Eu sei que isto é um assunto muito quente. Quando escrevi a “Carta Aberta a Marco Silva” recebi muitas críticas. Mas nem sequer estava contra Marco Silva, apenas questionei algumas decisões.

Desta feita muita gente perdeu a paciência, mas até que ponto a culpa é de Marco Silva? Bem, antes demais toda a gente concorda que o Sporting jogou bem, e merecia ganhar. E isso é também mérito do treinador.

João Mário falhou na finalização. Se tivesse acertado, e tinha obrigação de o fazer, acredito que a vitoria não fugiria. Carrillo também falhou pelo menos um golo feito, e a dupla de centrais só por azar não saiu com um golo marcada cada.

Depois João Mário falhou um passe, e o adversário marca um golo daqueles que acontece numa vida. Em nenhum destes pontos posso culpar Marco Silva, como muitos têm feito. João Mário fez um belo jogo, e foi responsável por muito do positivo que se viu. Tê-lo retirado era um erro, e nisso concordo com Marco Silva.

Sofrer um golo, e consequentemente ter de partir para o chuveirinho, sem Slimani é mau. E Marco Silva podia ter parado essa substituição mal ocorreu o golo. Esta é uma das criticas mais sonantes contra Marco Silva. Por um lado quero concordar com elas, visto Slimani ser o melhor ponta de lança que temos, e muito em especial para este tipo de situação. No entanto a Taça tem o seu jogo decisivo na quarta feira, e precisamos de Slimani. E o argelino ainda agora recuperou de lesão. A poupança física para o jogo que nos pode valer o segundo troféu mais importante do país faz sentido. Até pela nossa classificação no campeonato.

Onde aponto o dedo a Marco Silva é no caso de André Martins. Muitos até têm vindo a dizer que o André entrou bem. Que defendeu posicionalmente muito bem. E até comparam com Adrien que é muito menos forte posicionalmente. Mas o problema é mesmo esse. João Mário é muito forte posicionalmente. William é genial nesse ponto também.

No entanto alguém tem de vestir o fato de macaco. De jogar feio, de pressionar alto e meter o pé. E se for preciso fazer a falta. E isso dá Adrien. Não estando disponível meter André Martins, um jogador macio, a tentar fazer esse papel é um crime. Vai ser mais um a defender posicionalmente, e mais um a dar espaço e tempo ao adversário pensar. E é por esta falta que, por exemplo no lance do golo do Paços, João Mário vai acabar por errar um passe, e ninguém estar preparado para ir ajudar a defesa, ou fazer a falta.

E nisto se agrava a questão que já tínhamos feito noutra altura. Existe na equipa B um jogador de características semelhantes a Adrien Silva, com enorme potencial, e a apresentar grande forma: Wallyson. Porque é que fomos jogar com um jogador que não sabe fazer esse papel em campo, quando havia um que o poderia fazer, e até merece começar a ter tempo na equipa A?

E é neste ponto que, apesar de continuar a achar que Marco Silva é o treinador certo, tenho de o culpabilizar. E neste campo a responsabilidade é só sua.

Deixar uma resposta