Mais uma declaração de capa de lambe-botismo d’A Bola, quando o assunto é o Benfica ou Jorge Mendes. Hoje vêm antever o clássico do seu Deus Renato Sanches, sem nunca referir que se as regras tivessem sido cumpridas, ele não poderia defrontar o Futebol Clube do Porto.

Três a quatro amarelos, dois deles em lances que deram os dois primeiros golos do clube de Carnide. Fora o vermelho directo por agressão.

Eles esquecem-se disso? Querem fazer esquecer? Nós não o esqueceremos, e partilharemos até que a voz nos doa.
PARTILHA E DE NUNCIA

Deixar uma resposta