O jogo contra o Tondela ainda me está a dar voltas à barriga. Há quase 24 horas estava eu a entrar no estádio à espera de três pontos que não duvidava vir a conquistar.

E parece que os jogadores partilhavam desse mesmo pensamento. Entraram em campo sem jogar necessariamente mal, mas muito calmos e tranquilos à espera que o jogo se resolvesse só por si.

Se têm entrado com a garra e querer que tem sido o seu apanágio, ainda antes da expulsão do Rui Patrício já teriamos a ganhar por dois ou três golos, e tudo seria diferente.

Voltamos a dar, como tantas vezes no passado, meia hora aos adversários, e pagámos caro por isso mesmo. Tivemos depois atitude e coragem de verdadeiros leões, e ainda virámos o jogo. Para depois o voltar a perder num lance tudo menos inteligente, com Jefferson a dormir na formatura.

Ainda espero vir a falar mais sobre este jogo. Existem demasiados assuntos que ainda quero deixar arrefecer antes de falar. Especialmente a arbitragem. Mas que aquela meia hora sem atitude à Sporting fez mossa, isso fez.
PARTILHA

2 COMENTÁRIOS

  1. O problema nem são os 30 minutos. O problema é deitar tudo a perder porque acharam (incluindo o treinador) que depois do 2-1 não era preciso estar concentrado.
    Virámos o jogo em 16 minutos, mesmo jogando com 10. Aos 61 já estava 2-1. O treinador tinha uma substituição a fazer mas continuou em campo com Ruiz, Slimani, João Mário e Gelson.

Deixar uma resposta