O Futebol Clube do Porto respondeu negativamente a uma proposta do Sporting Clube de Portugal para o jogo de amanhã. Podia ter sido uma recusa em usar uma determinada bola, rega antes do jogo ou tantas outras coisas que poderiam ter influência.

Mas não, recusou que os seus jogadores entrassem em campo acompanhados por crianças, como é usual em jogos grandes ou Europeus.

Uma atitude de falta de fair play que nada choca, tendo em conta que vem do clube de Pinto da Costa, mas que não deixa de ser triste.

Ou terá sido a Doyen que não permitiu os seus jogadores de entrar com as crianças?

4 COMENTÁRIOS

  1. claro
    metem escutas na tv sporting e depois querem conversa
    a recusa é a melhor resposta para hipócritas

    já foram ao Banif ? as agências fecham às 15h

    • As escutas na Sporting TV são um caso de justiça que foi mais uma vez aldrabada pelos mesmos que já a tinham ludibriado no caso da agência cosmos…

      Entrar em campo com crianças pelo fair play não tem nada a ver com hipocrisia. Rejeitar no entanto tem um mesquinhez.

  2. Calimeros do caralho, grandes hipocritas!
    Vocês pertencem ao uncio clube no mundo onde um director entrou de pistola em punho ameaçando o arbtiro que o Ceportém tinha que ganhar….
    Vocês não tem telhados de vidro, porque sois uma fossa a céu aberto!!!!

    • Que raio de história é essa?

      Nunca ouvi falar dela.

      Agora de um apito dourado com escutas que todos ouvimos, ou uma Agência Cosmos que ficou em tribunal provado que forneceu viagens a árbitros com o Porto a pagar, isso é facto.

Deixar uma resposta