Hoje na imprensa, com especial incidência do Record, fala-se na potencial contratação de Josip Misic e Filip Bradaric pelo Sporting.

Pelos vistos os Croatas são vistos como alvos prioritários da Sad Sportinguista, e o negócio poderá firmar-se por oito milhões de euros.

Negóciode 8M€

Josip Misic e Filip Bradaric são as principais prioridades do Sporting e, para garantir os dois médios, os leões terão de desembolsar valores próximos dos 8 milhões de euros. Refira-se que Bradaric estava muito perto de rumar ao Bolonha, mas segundo a imprensa croata, a entrada em cena de um novo clube (possivelmente o Sporting) terá deitado por terra o princípio de acordo que o Rijeka tinha alcançado como emblema italiano, fixado nos 5milhões de euros.

Record

Contratar de uma assentada um William e um Adrien, jogadores que até têm poucas soluções de enorme qualidade para os substituir, será sempre bem vindo.

E os 25 anos de Bradaric e 22 de Misic até assentam bem na lógica de jogadores já rodados, mas ainda jovens e com margem de progressão.

Não sei se conseguiremos fechar estes negócios, mas parecem-me boas apostas, na altura certa, e sem ser demasiado baratos mas ainda dentro do nosso alcance. Mais até 12 milhões pelo conjunto seria um bom negócio.

2 COMENTÁRIOS

  1. Algum deles substitui, já!, William? Palhinha?
    Algum deles substitui, já!, Adrien? Gauld? Geraldes, em última instância?

    O que sabemos é que a Taça das Confederações, mais os Sub-21, vai dar cabo da pré.época a mais de meia equipa e, muito em especial, à “coluna vertebral” da nossa principal equipa.

    O que sabemos é que os senhores seleccionadores não se pouparam a esforços para “colocar os melhores” nas suas equipas, colocando um enormíssimo ponto de interrogação nas opções de um tal Peixe (em que águas inquinadas andará ele a nadar?) e outros, escalas abaixo, com ofício correlativo.

  2. Eu não me queixo, seria muito pior para os nossos juniores se agora estivesse meia equipa na seleção e dificilmente seríamos campeões como, muito provavelmente, seremos.
    Em relação a Seleção Nacional e Sub-21, este é o patamar de valorização internacional dos jogadores(e também pessoal) e é para isso que os clubes trabalham. Quando não se é campeão ou está com regularidade e boas prestações na Champions, terá a Seleção um papel importante na valorização dos ativos como retorno do investimento na academia e na formação.
    Se queria ter o melhor dos 2 mundos? Queria, mas há que ser pragmático.
    Saudações leoninas!

Deixar uma resposta