Factos

A cada dia que passa temos mais alguém na imprensa a elogiar a aposta que Rui Vitória fez na formação no ano transacto. E sempre com o enfoque de dizer que Jorge Jesus seria o reverso dessa medalha. Para tentar continuar o mito de que Jorge Jesus não aposta na formação.

Mas como é melhor olhar para factos do que para mitos da nossa imprensa nada como ir olhar para os números. Como tal fui ver os jogadores que cada um destes treinadores lançaram esta temporada.

Como tal primeira dificuldade, quem é que foram os jogadores da formação lançados por cada treinador. Estabeleci uma regra simples e honesta. Jogadores que tenham jogado na Liga pela primeira vez esta temporada, e que tenham sido formados no respectivo clube. Nada mais simples e eficaz.

Com estes dados na mão fui ver quantos jogos tinham feito cada um destes jogadores. Quantos golos marcaram. E quantos minutos jogaram.

Apostas de Rui Vitória da formação do Benfica

Nome Jogos Golos Minutos
Renato Sanches 24 2 1905
Nuno Santos 1 18
Clésio Baúque 1 63
Total 26 2 1986

Apostas de Jorge Jesus da formação do Sporting

Nome Jogos Golos Minutos
Rúben Semedo 14 1208
Gelson Martins 29 4 1202
Matheus Pereira 8 145
Total 51 4 2555

A Realidade dos Factos

Rui Vitória apostou em três jogadores da formação, tal como Jorge Jesus. No entanto apenas um deles teve direito a mais de um jogo. E apenas um deles teve mais de noventa minutos. Jorge Jesus lançou o mesmo número, mas o que menos jogos participou fê-lo por oito ocasiões.

Tanto em minutos jogadores como em golos marcados a preponderância é bem maior em Jorge Jesus. Podemos dizer que Rui Vitória lançou e apostou fortemente em Renato Sanches, não que o fez na formação. Jorge Jesus com apostas sólidas em três jogadores é de longe quem mais lançou jovens da formação este ano.

19 COMENTÁRIOS

  1. Errado, Edersson estava emprestado, mas era do Benfica.

    OUTRO FACTO PARA A TUA LISTA: o unico jogador vosso q sabe o q é ser campeao em portugal é o J. Pereira… pelo Benfica…. incha aí…

  2. ScF
    O GG foi tão lançado pelo JJ no Benfica, como o Gelson foi lançado pelo Marco Silva na taça da liga.
    Acho que para bem da discussão não faria mal nenhum considerar o Gonçalo Guedes. Nelson e Victor Andrade foram contratados há poucos anos pelo Benfica.

    Creio que a época que irá começar em breve terá uma aposta mais significativa do Sporting (Iuri, Podence e Palhinha) do que do Benfica (André Horta).

  3. Lá está, se não ganham é pq foram roubados!! É por serem tao pequeninos que em campeonatos estão quase, quase em… metade!!
    Internacionalmente sao as participações que estão á vista… BOLA!!

    Já p nao falar da nova cultura da exigência que vos faz festejar serem VICE… eu entendo, ganhar é tão raro que um “quase” já chega!!

  4. Engraçado que continuam a falar do tempo do Salazar mas esses sim foram os tempos de glória do clube verde. Basta ver que em “democracia” ganharam 4 campeonatos, um a cada dez anos… 14 no “antigamente”. Mas felizmente que se contentam com vitórias morais e com mesquinhices. É adequado…

  5. Errado! As dívidas do Benfica ao fisco eram relativamente pequenas e nunca podiam levar o Benfica à falência.
    Manuela Ferreira Leite limitou-se a placar a legisçaõ que havaiana altura. Tudo Legal! tanto ao Salazar impedir o Benfica de ir à falência deve ser mais uma invenção de lagartos!
    Já as dívidas de quase 600M que o Sporting grupo tem actualmente são mais do que suficientes para o clube e restantes empresas di grupo fecharem. Porque estão ainda abertas?

  6. Qual o critério para ter colocado o Clésio Baúque nessa tabela e não o VIctor Lindelof?
    O sueco chegou ao clube mais novo que o moçambicano….
    Não deixa de ser curiosa a omissão.

    • Clésio chegou ao Benfica com 17 anos.

      Lindelof já tinha passado os 18. Além que já tinha mais jogos feitos como sénior.

      O critério era mesmo antes dos 18, mas sim o clésio podia ter sido deixado de fora. Mas não quis ser ainda pior para o Rui.

Deixar uma resposta