Lembro-me bem da primeira vez que vi jogar Rui Patrício. Num jogo complicado no caldeirão dos Barreiros frente ao Marítimo. Um miúdo de 18 anos, alto mas franzino, cerra os olhos perante o adversário. Era um penalti que iria ser batido, e o jovem tinha acabado de entrar. E defendeu a bola, segurando uma vantagem de um golo até ao fim do jogo.

Mais tarde foi lançado para a titularidade visto o titular da selecção Sérvia que havia sido contratado estava suspenso. E a partir daí nunca mais largou o lugar. Provavelmente das poucas vezes que a teimosia de Paulo Bento fez algo de bom.

Apesar da tenra idade foi muito mal tratado por milhares de Sportinguistas. Tanto no estádio como em inúmeras formas de comunicação. O Sérvio é que era bom. E fruto da idade Rui Patrício volta e meia falhava. Nada de estranho num jogador da sua idade, e ainda por cima num ambiente hostil, mesmo da sua massa adepta.

Depois o Sporting entrou em declínio, as equipas cada vez piores, e num sentido contrário Rui Patrício cada vez mais forte. Falhou o mundial de 2010 por interesses estranhos e ideias parvas de Carlos Queiroz. Mas a partir daí as redes da selecção são suas.

Quanto vejo adeptos de outros clubes a questionarem a sua titularidade na selecção, acho tão ridículo que só denoto dor de corno. Quando são adeptos do Sporting a dizer que até podia sair para fazer-mos uns trocos, e que não é assim tão bom, rio-o de tamanha tacanhez.

São Rui Patrício foi chave para alguns dos nossos piores anos não terem sido ainda mais terríveis. A defesa dele frente a Joe Hart, naquele mítico Manchester City contra nós, em que os eliminámos, é um momento histórico do clube. Tantas defesas dele que foram autênticos golos que marcámos. Desde que ele o queira, por mim será guarda redes do Sporting até ao fim da sua carreira.

Parabéns capitão Rui Patrício, és um dos nossos!

2 COMENTÁRIOS

  1. Grande grande Rui !
    E há quem o queira vender !!!
    Porra!

    Só saia para dar lugar ao próximo craque da baliza da academia (parece que há dois!).

    Admito que tenho pena do Boeck não jogar, porque merece pela atitude.

    Mas, o Rui é o rui!

Deixar uma resposta