Desde o jogo frente ao Arouca no Sábado que um assunto tem sido trazido a lume vezes sem conta: o penalti falhado por Nani. Mas será que ele fez realmente mal em pedir para bater o lance? Quis deixar passar um pouco de tempo antes de falar sobre isto, mas agora a frio penso que é o momento ideal para o fazer.

Antes demais penso sinceramente que ele não falhou o penalti. Existe muita gente que acha que um penalti não convertido é sempre culpa do marcador. Eu não sou um desses. O penalti foi bem batido, mas o guarda-redes numa defesa brilhante consegue desviar a bola para o poste. O gesto técnico de Nani foi bem executado, e mesmo que não tenha sido uma execução brilhante foi suficiente para ser golo.

Desde a época passada que o marcador de penaltis do Sporting é Adrien Silva. Esta época continua a sê-lo virtude do seu constante acerto nestes lances. No entanto aquando da atribuição do castigo máximo Nani aproximou-se do nosso dínamo do meio campo e pediu-lhe para ser ele a bater. Não houve discussões, nem depois quando este não foi concretizado nenhuma reacção estranha. Claro que os comentadores, e muitos adeptos ficaram logo a queimar Nani em lume brando.

Imaginem no entanto o inverso. Nani voltou e é uma estrela. Tem um estatuto especial à vista de todos. Quando o Manchester United foi campeão europeu foi a ele que foi concedida a tarefa de marcar o decisivo quinto penalti. Tem um registo muitíssimo sólido neste tipo de lances. Adrien como marcador designado avançava para a bola ele, como era o seu direito e falhava. Quem hoje critica a atitude de Nani diria que ele foi cobarde ao ser a nova estrela da equipa, e um jogador experimentado, e não se ter oferecido para concretizar ele o lance.

Nani queria muito dar um mortal festejando um golo neste seu retorno. O seu olhar após se sentar no banco era a marca disso. Estava lixado consigo próprio, com não ter conseguido dar mais.

E as atitudes no fim do jogo por parte do treinador, colegas e especialmente de Adrien só provam isso. Nunca critico um profissional por tomar nos seus ombros uma responsabilidade. Adrien é e vai continuar a ser o marcador de penaltis. Mas no próximo penalti gostava de o ver entregar a bola a Nani. Era um sinal ainda maior que confia no colega, e que sabe que ele merece dar o salto mortal para comemorar com os adeptos que são como ele do Sporting!

2 COMENTÁRIOS

  1. Bem, recentemente fiquei a conhecer este blog e decidi segui-lo. No entanto, como espaço de opinião, vou mais uma vez refutar com a minha, com todo o respeito.
    O Nani bateu muito mal o penalty. Se se faz uma paradinha, o guarda-redes se lança antes da bola batida, não se deve bater para o lado onde está o guarda-redes. É básico. O GR apenas levantou a mão, porque o corpo já lá estava.
    O Adrien deveria ter marcado a GP porque:
    a) é um dos seus papéis na equipa
    b) proteger o Nani em caso de eventualidade
    c) fá-lo com extrema eficácia.

    O que quer que seja que o jogador queira, individualmente (e mortais que sejam … por favor …) não se pode sobrepor ao colectivo, e tecnicamente o pênalti foi mal marcado.

    • E a opinião, discordante ou não, é sempre bem vinda!

      A questão da paradinha é que o guarda redes cai relativamente tarde. Mas sim podemos dizer que não foi uma paradinha feita com todo o sucesso habitual. Mas no remate do remate em si gostei.

      Quanto aos pontos do Adrien dever marcar. Concordo com todos. Mas na eventualidade do Nani ter pedido para marcar, e isso é filmado e visto, a melhor defesa que Adrien podia ter, para Nani e para o grupo, era deixar seguir.

      E neste caso Adrien esteve perfeito, como tem estado sempre dentro e fora de campo. É como já se diz o capitão sem braçadeira.

Deixar uma resposta