Fernando Mendes

Fernando Mamede Mendes, um dos nomes da grande história do Sporting Clube de Portugal deixou hoje de estar entre nós para se juntar às estrelas leoninas que habitam no céu. Faleceu hoje aos 78 anos. Demasiado cedo, como todas as estrelas que nos abandonam.

Lembro-me bem de quando conheci melhor a história deste ícone do Sporting. Foi em 1995, aquando o despedimento de Carlos Queiroz do Sporting. Diziam na televisão que o treinador interino seria Fernando Mendes, uma lenda verde e branca. Como sempre o fazia fui perguntar ao meu avô quem era este senhor de já alguma idade que aceitara ser treinador a prazo.

E foi aí que me contou quem era Fernando Mendes. O médio centro incansável que surgiu após os Cinco Violinos. Dono de uma técnica refinada, mas mais conhecido por ser um enorme pulmão em campo e não desistir de um lance. E a grande voz de comando após a saída de Travassos da equipa, altura em que também passou a ter no braço a braçadeira de capitão com apenas 22 anos. Estão a ver o que o Adrien está a crescer cada dia para ser? Se atingir tudo aquilo que ainda espero, e já está perto, será um Fernando Mendes.

Numa carreira brilhante ao serviço do Sporting Clube de Portugal ganhou Taça de Honra, Taça de Portugal, Campeonatos Nacionais, e até uma Taça das Taças. Sim, foi ele que com a braçadeira orgulhosamente no seu braço levantou este enorme e prestigiado troféu Europeu.

Depois de terminar a carreira como futebolista voltou ao Sporting para treinar. Primeiro os Juniores. Depois passando a Adjunto, e acabando como treinador principal. E foi enquanto treinador principal que se sagrou também campeão nacional em 1980.

Voltaria ainda a ocupar cargos de treinador adjunto para auxiliar outros treinadores e lhes passar a mística verde e branca. E por mais duas vezes treinar de forma interina a equipa principal no meio de uma crise. A primeira em 1995 como referi em cima. A outra após a saída de Augusto Inácio na época de 2000/01. E se fosse preciso estaria à pouco tempo preparado para sair da reforma para ajudar o seu Sporting. E sempre esteve na linha da frente para ajudar quem quer que estivesse à frente do clube.

Que descanses em paz Fernando. És um dos grandes símbolos do Sporting Clube de Portugal!

2 COMENTÁRIOS

  1. Posso adiantar-lhe mais alguma coisa sobre Fernando Mendes. Em 1965 no apuramento para o Mundial de 1966, lesionou-se gravemente contra a Checoslováquia em Bratislava. A lesão deixou marcas, e infelizmente nunca mais foi o mesmo. Outros tempos, a FPF “ofereceu-lhe” a viagem e estadia ao Mundial de 1966, o que foi muito pouco para um profissional que se lesionou ao serviço da camisola das quinas.

  2. http://www.slbenfica.pt/noticias/detalhedenoticia/tabid/2788/ArticleId/45214/language/pt-PT/.aspx

    ISto sim é mais valioso do que qualquer outra coisa……
    Poderia o Benfica ter enviado, como muitos fazem, os seus pêsames a familia e a amigos, e ter dito que o Sporting e o futebol português perdia um dos seus simbolos, mas não, fez uma breve homenagem, sentida e acima tudo descrevendo que apesar “das cores defendidas serem diferentes” Fernando Mendes era um homem com H grande cujos feitos pelo futebol do seu Pais e pelo seu clube de sempre merecem ser respeitados e fazem dele um Simbolo GRANDE do Futebol Português..

    Os meus sinceros sentimentos quer a familia quer aos amigos…

    Cumprimentos

Deixar uma resposta